São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Brasil
Junho 18, 2018 - 22:49

Temer diz que governo vai esperar a decisão do STF sobre os fretes

Caminhoneiros

Sem acordos. Caminhões parados na Via Dutra, em Jacareí, na greve

Foto: /Rogério Marques/OVALE

O tabelamento, no entanto, foi contestado na Justiça por entidades da agropecuária e da indústria; segundo o presidente, porém, posição contrária de órgãos como o Cade não devem atrapalhar a solução desta questão

Yara AquinoAgência Brasil

O presidente Michel Temer disse nesta segunda-feira que o governo vai esperar a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) sobre a tabela de preços mínimos de fretes para o transporte rodoviário. Temer acrescentou que o governo vai obedecer à decisão do Supremo. Ele também avaliou que a posição do Cade (Conselho de Administrativo Econômico), contrária ao tabelamento, não irá atrapalhar a solução da questão.

Enquanto o Cade, do Ministério da Justiça, disse não ao tabelamento, a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), ligada ao Ministério dos Transportes, defendeu a medida. As posições divergentes foram enviadas nesta segunda-feira pelos órgãos federais ao STF (Supremo Tribunal Federal), que examina a constitucionalidade da medida. O Cade sustentou que o tabelamento do frete limita a concorrência, prejudicando a sociedade e criando uma espécie de cartel no setor.

A tabela foi acordada entre governo e representantes dos caminhoneiros durante as negociações para encerrar a paralisação que durou 11 dias e afetou o abastecimento em todo o país. O tabelamento, no entanto, foi contestado no STF por entidades da agropecuária e da indústria. "Fizemos uma grande composição com os caminhoneiros. Conseguimos desmontar aquele movimento pacificamente por meio do diálogo e com a utilização de autoridade. Agora, se o Supremo decidir de outra maneira, evidentemente, vamos obedecer a decisão do Supremo", afirmou Michel Temer..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO