São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Brasil
Junho 08, 2018 - 18:28

Rússia e China assinam nova cooperação nuclear

Vladimir Putin e o presidente da República Popular da China, Xi Jinping, conversaram em Pequim. O presidente da Rússia chegou à China em uma visita de estado

Acordo. Putin fez uma visita de Estado à China nesta sexta-feira

Foto: / Kremlin

As duas partes também assinaram nesta sexta-feira acordos de cooperação no projeto do reator rápido CFR-600

Das agê[email protected]

Rússia e China assinaram nesta sexta-feira (8) o maior pacote de acordos em matéria de cooperação nuclear da história entre os dois países, coincidindo com a reunião em Pequim entre o presidente da China, Xi Jinping, e seu colega russo, Vladimir Putin. Ambos líderes assistiram à cerimônia na qual o presidente da Rosatom, a companhia estatal russa de energia atômica, Alexey Lijachov, e o chefe da organização estatal chinesa de Energia, Nur Bekri, assinaram quatro acordos.

Estes preveem a construção de quatro novos geradores em duas usinas nucleares chinesas, concretamente nas de Xudabau e Tianwan. "Este pacote de acordos é o maior na história da cooperação nuclear russo-chinesa. O que o faz único é que se refere à cooperação em diferentes projetos de alta tecnologia, o que não tem análogos na indústria nuclear mundial", afirmou Rosatom em comunicado.

As duas partes também assinaram acordos de cooperação no projeto do reator rápido CFR-600 e a entrega de partes do gerador termoelétrico de radioisótopos para o programa chinês de exploração lunar.

A respeito, o responsável da Rosatom afirmou que "a assinatura destes acordos é a melhor confirmação da amizade com nossos amigos chineses".

Está previsto que o lançamento das unidades 7 e 8 da usina nuclear de Tianwan aconteça em 2026 e 2027, respectivamente, e das unidades 3 e 4 da central de Xudabau em 2028..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO