São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Viver
Maio 29, 2018 - 22:02

São Paulo Companhia de Dança abre o 29º Festidança em São José

20180202_Espetáculos_Araras_RodolfoPaesDias_IMG_4154.JPG

20180202_Espetáculos_Araras_RodolfoPaesDias_IMG_4154.JPG

Foto: /RodolfoPaesDias

Paula Maria [email protected]

"Uma arte viva, que ocorre integralmente em cena durante o contato com a plateia. Nela, uma apresentação sempre será diferente da outra. A 'partitura' - usando a linguagem da música - não muda, mas a interpretação do movimento ocorre a cada dia, de acordo com o bailarino".

A citação de Inês Bogéa define a "graça da dança". Diretora da SPCD (São Paulo Companhia de Dança), ela comanda com pulso firme e muito cuidado o grupo, criado pelo Governo do Estado de São Paulo e gerido pela Associação Pró-Dança, que acaba de completar dez anos de existência. É ele, aliás, que faz a abertura do 29º Festidança, nesta quarta-feira (30), às 20h, no Teatro Municipal, em São José dos Campos.

A SPCD, que acabou de chegar da Europa, traz a cidade um presente: a coreografia "Petrichor", primeira criação de Thiago Bordin para uma companhia brasileira, e que estreia oficialmente na nova temporada do grupo apenas em junho. Ou seja, São José poderá ver o espetáculo antes de sua estreia em São Paulo.

O nome remete ao cheiro da terra molhada pela chuva, e o movimento dos bailarinos em cena teve com ponto de partida a música de Jóhann Jóhannsson e Wim Mertens.

"A obra se desenvolveu em diálogo com o elenco. Cada um trouxe uma cor, um caráter forte, marcante, bem diferente do que eu imaginava. E isso acabou por se tornar a parte mais gratificante desta coreografia", informou em nota Bordin.

Curadoria.

Segundo Inês, a peça é fruto do projeto "Ateliê de Coreógrafos Brasileiros", que visa incentivar a criação coreográfica e ampliar o intercâmbio de artistas da dança com os bailarinos da SPCD.

"Como diretora artística, trabalho em duas linhas. Na primeira, o balé clássico e seus desdobramentos no tempo. E na segunda, invenções e novas possibilidades de movimento. São linhas amplas, mas que me dão rumo na escolha do repertório", afirmou.

Além de "Petrichor", deste ano, "Instante", de 2017, está entre as peças que serão apresentadas em São José. Esta última, uma coreografia de Lucas Lima, trata de "um instante para se encontrar e outro para se perder. Um instante para decidir, para seguir, para voltar, para se arrepender", conforme explicou seu criador.

coletividade.

Fechando a programação joseense, a companhia apresenta ainda "Pássaro de Fogo", de Marco Goecke, de 2010, um "pas de deux" feito sobre a música de Stravinsky. Goecke, já é um velho conhecido da SPCD, é dele também a obra "Peekaboo", de 2013, parte do repertório do grupo.

"Sempre abrimos espaços para coreógrafos brasileiros e internacionais. Esse encontro entre nossos bailarinos e outros profissionais da dança é fundamental para ampliar a potência de nossa própria arte", disse a diretora.

Ainda segundo ela, toda coreografia acaba por ser uma criação conjunta do coreógrafo juntos dos bailarinos.

"O tempo de ensaio e estudo varia de acordo com o tempo de duração da obra, a necessidade de diálogo do coreógrafo e a complexidade da dramaturgia", afirmou.

"Geralmente, levamos cinco semanas para a produção de uma obra de 20 minutos. Em remontagens, o tempo pode ser menor. Mas, mesmo com a obra pronta, ela será sempre um pouco diferente em cada apresentação."

Nos palcos do 29ºFestidança, veremos a "versão joseense do dia 30, às 20h" das coreografias. Obras que, até às 19h59, se encontrarão abertas emocionalmente e cujos resultados completos só serão conhecidos ao final, com os aplausos.

Serviço.

Para assistir ao espetáculo é necessário reservar os ingressos (gratuitos) no site Eventbrite (www.eventbrite.com.br), com dois dias e até uma hora de antecedência à data de cada apresentação.

Nos dias e locais das apresentações, o público também poderá fazer doações de pó de café e leite em pó ao Fundo Social de Solidariedade. O material pode ser entregue 1h antes do início de cada apresentação.

O teatro Municipal fica na r. Rubião Júnior, 84, Centro..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO