São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Maio 05, 2018 - 00:41

Felicio prepara edital para leilão das Torres da Argon

Torres da Argon

Torres da Argon. Esqueletos dos prédios abandonados em S. José

Foto: /Rogério Marques/OVALE

OVALE apurou com exclusividade que prefeitura decidiu leiloar em breve os dois prédios abandonados desde 1995; as primeiras torres já foram vendidas e contam com moradores

Caíque [email protected]

Abandonadas há 23 anos, as duas torres restantes da Argon devem enfim ganhar destino em São José dos Campos. O governo do prefeito Felicio Ramuth (PSDB) prepara o edital para o leilão dos prédios, que ficam na orla do Banhado.

Essa informação foi obtida com exclusividade por OVALE, confirmada pela secretaria de Gestão Administrativa e Finanças. O governo não deu prazo oficial para o lançamento do edital, mas a reportagem apurou que isso deve acontecer ainda nesse primeiro semestre.

A ideia é enfim por fim na novela que se arrasta desde o início dos anos 90. As quatro torres começaram a ser construídas, mas, em 1995, a construtora responsável pelas obras decretou falência e as obras foram paralisadas.

DESTINO.

Em 2009, a então gestão Eduardo Cury (PSDB) adquiriu os prédios por R$ 1,5 milhão cada, após a estrutura ter sido invadida por moradores de rua e usuários de droga. A ideia inicial era que fossem destinadas à habitação, e, depois, foi planejado que seriam demolidas para a passagem da Via Banhado, corredor viário que ligaria a Via Norte ao complexo do Anel Viário da Zona Oeste, mas que nunca saiu do papel.

Em 2012, no entanto, a prefeitura realizou o leilão das duas primeiras torres. Elas foram adquiridas pela Silva & Leão Incorporação Imobiliária, de Jacareí, que pagou R$ 8.746.641 pela dupla de edificações. A empresa começou a vender os apartamentos reformados em 2015, e, atualmente, já existem moradores.

Os imóveis possuem 48 metros quadrados e foram destinados por meio do Minha Casa, Minha Vida. Os preços variavam entre R$ 177 mil e R$ 190 mil, e começaram a ser entregues em 2016..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO