São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Nossa Região
Maio 16, 2018 - 16:16

CCZ orienta sobre como agir ao encontrar macacos mortos

O macaco da espécie sagui é o segundo encontrado em menos de três meses na cidade

O macaco da espécie sagui é o segundo encontrado em menos de três meses na cidade

Foto: Divulgação / PMT

O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Taubaté orienta a população a colaborar com o correto encaminhamento de informações sobre o encontro de macacos mortos.


O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Taubaté divulgou orientações sobre como colaborar com o correto encaminhamento de informações ao encontrar macacos mortos na cidade.

Segundo o órgão, o ideal é que quem encontre um macaco morto informe o CCZ sobre o bairro, local e ponto de referência para que as equipes façam o recolhimento do animal. A Vigilância Epidemiológica reforça que os macacos não transmitem o vírus da febre amarela. 

De acordo com a vigilância, os primatas cumprem um importante papel de alerta biológico, já que sinalizam a rota do vírus no estado, alertando para o surgimento da doença no local. Os macacos podem contrair o vírus em o em ambientes silvestres por mosquitos do gênero Hemagogus. 

Desde o início do monitoramento na cidade, foram recolhidos 42 primatas mortos. Quatro deles foram casos confirmados de morte por febre amarelo. Dois deles foram encontrados no último domingo (13), nos bairros Gurilândia e Parque Aeroporto.

Ao encontrar um macaco morto, é necessário entrar em contato com pelos telefones (12) 3635-4091, (12) 5704-8048, (12) 3629-6232 ou 199 (plantão 24 horas).

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO