São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Esporte
Maio 12, 2018 - 00:03

História da Seleção Brasileira ligada à imagem de Nossa Senhora

Bellini Copa de 1958

Histórico. Na final da Copa de 1958, a Seleção Brasileira jogou com camisa azul

Foto: /Arquivo

Marcos Eduardo [email protected]
Aparecida

A Copa do Mundo da Rússia está cada vez mais perto. Na segunda-feira, vão restar exatos 30 dias para o início da competição. Para o torcedor brasileiro, aumenta a expectativa para que os comandados do técnico Tite busquem o tão sonhado hexacampeonato. Dentro desse contexto futebolístico, a equipe canarinho sempre esteve historicamente ligada à imagem de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil.

Na prática, tudo começou na final da Copa do Mundo de 1958, na Suécia, quando o Brasil conquistou o seu primeiro título mundial.

Durante todo o torneio, o time jogou com a tradicional camisa amarela. Porém, na final, teve que trocar o uniforme, já que tinha as mesmas cores dos suecos, adversários da decisão e donos da casa.

O técnico Vicente Feola, então, teve uma ideia criativa. Para deixar os jogadores animados, disse que escolheu a cor azul por ser a mesma do manto sagrado de Nossa Senhora e por ter sonhado com a Santa na véspera do jogo, apostando que a equipe sairiam de campo com a taça.

Deu certo. E o país conquistou o seu primeiro título mundial.

Depois, com o passar dos anos, a relação entre a Seleção e a Padroeira do Brasil foi se estreitando ainda mais. Vale lembrar a promessa feita pelo atacante Ronaldo Fenômeno, antes da Copa do Mundo de 2002, quando havia acabado de se recuperar de uma cirurgia no joelho.

No fim das contas, ajudou o time a conquistar o pentacampeonato no Japão, quando marcou os dois gols na final contra a Alemanha, e depois ainda voltou ao Santuário Nacional para agradecer.

Antes da Copa de 2006, na Alemanha, por exemplo, os jogadores da equipe receberam uma imagem da Santa, abençoada pelo padre Mauro José Matiazzi, então reitor da Basílica, enquanto o time fazia preparação na Suíla. Outra tradição é os jogadores levarem uma camisa autografada da Seleção Brasileira antes da Copa do Mundo. Para 2018, ainda não aconteceu.

DEVOÇÃO.

Na próxima segunda-feira, dia 14, o técnico Tite anuncia a lista dos convocados da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo. A expectativa é grande entre os jogadores. E o treinador da equipe canarinho também é um conhecido e declarado devoto de Nossa Senhora Aparecida. Aos torcedores, vale acreditar que a fé do comandante poderá ajudar o time a voltar da Rússia com o sexto título da história..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO