São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Abril 06, 2018 - 23:51

Ortiz retoma programa Bairro a Bairro em período pré-eleições

Palanque. Ortiz Junior (PSDB) em ação do Bairro a Bairro em 2014

Palanque. Ortiz Junior (PSDB) em ação do Bairro a Bairro em 2014

Foto: /Arquivo/OVALE

Assim como já ocorreu em outras duas ocasiões, projeto nas comunidades volta a ser realizado em período pré-eleitoral

Da redaçã[email protected]

Após 29 meses de inatividade, o programa Bairro a Bairro será retomado na próxima sexta-feira pelo prefeito de Taubaté, Ortiz Junior (PSDB). Como já ocorreu em outras duas ocasiões, a volta dessa ação coincide com período pré-eleitoral, em estratégia para beneficiar o próprio tucano ou aliados.

A primeira ação do ano será realizada no bairro Gurilândia. No projeto, o prefeito, o vice-prefeito Edson Oliveira (PSD) e os secretários municipais passam o dia inteiro atendendo munícipes, com a presença de vereadores e lideranças políticas -- muitos deles serão candidatos a deputado.

Questionado pela reportagem, o governo Ortiz alegou que, durante o período de inatividade do Bairro a Bairro, foram feitas reuniões mensais na sede da prefeitura com associações de moradores.

A gestão tucana alegou que o projeto foi retomado "porque assim é possível ouvir um maior número de cidadãos e também oferecer serviços como corte de cabelo, unha e brincadeiras lúdicas para as crianças".

O governo Ortiz não informou quantas reuniões estão previstas para o ano e nem se haverá alguma restrição interna quanto à participação de candidatos nas atividades - pela legislação eleitoral, eles não podem pedir votos em prédios públicos, mas podem frequentá-los.

Criado em 2013, o Bairro a Bairro tinha como objetivo auxiliar a criação do Orçamento Cidadão, promessa de campanha do tucano em 2012, e que destinaria 30% do orçamento das obras da prefeitura, por ano, para obras escolhidas pela população dos bairros.

Após 13 reuniões em 2013, a avaliação foi de que o programa não surtiu efeito -- em vez de demandas da comunidade, só chegavam pedidos individuais, como vaga em creche, consulta médica ou material para construção.

O projeto só foi retomado em abril de 2014, com nove reuniões, com a presença constante do irmão do prefeito, Diego Ortiz, que foi candidato a deputado federal naquele ano.

Após mais 11 meses de inatividade, o projeto voltou em agosto de 2015, impulsionando a pré-campanha de Ortiz à reeleição. A última reunião foi em novembro de 2015..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO