São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Abril 05, 2018 - 23:45

Oposição quer revogar comenda para Bernardo Ortiz

O ex-prefeito de Taubaté José Bernardo Ortiz (PSDB)

'Ficha suja'. O ex-prefeito de Taubaté José Bernardo Ortiz (PSDB)

Foto: /Rogério Marques/OVALE

Projeto de Loreny prevê que homenagem não possa ser concedida a pessoas que tenham sido condenadas por improbidade administrativa ou que sejam 'fichas sujas'

Julio [email protected]

A vereadora Loreny (PPS) protocolou um projeto que prevê que a Comenda Jacques Félix, homenagem máxima oferecida pela Câmara de Taubaté, não possa ser concedida a pessoas que tenham sido condenadas por improbidade administrativa ou que sejam 'fichas sujas'.

O texto foi apresentado no início da tarde de segunda-feira, horas antes de a Câmara aprovar a concessão da comenda para o ex-prefeito José Bernardo Ortiz (PSDB), pai do atual prefeito, Ortiz Junior (PSDB).

Esse novo projeto, apresentado pela vereadora do PPS, prevê que sejam revogadas as comendas já concedidas a pessoas que se enquadrem nessas restrições. Criada em 1996, a comenda visa homenagear "cidadãos dignos de admiração e aplausos do povo taubateano, por sua atuação nos variados campos de atividade humana".

No projeto, Loreny argumenta que "cidadãos condenados pela lei da improbidade administrativa e da ficha limpa não apresentam condições de receber tão importante e significativa homenagem do poder público municipal, uma vez que pelos crimes praticados cometeram afronta ao princípio da moralidade pública".

Bernardo Ortiz, que governou Taubaté em três mandatos, acumula condenações por improbidade administrativa. Por ser 'ficha suja', chegou a ser impedido pelo Ministério Público de frequentar reuniões do governo do filho.

Se o projeto de Loreny for aprovado, também será revogada a comenda concedida em 2004 ao ex-prefeito Roberto Peixoto, que também é 'ficha suja'. O ex-deputado Ary Kara (MDB), que ganhou a comenda em 1997, e o reitor da Unitau (Universidade de Taubaté), José Rui Camargo, homenageado em 2015, também correriam risco - ambos são réus em ações de improbidade administrativa.

"Não acho justo uma pessoa que recebeu uma comenda ter que devolver. É preciso ver qual foi o motivo da condenação. Todo mundo tem seu lado positivo e negativo", afirmou o vereador Guará Filho (PR), autor do pedido de comenda a Bernardo..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO