São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Nossa Região
Abril 11, 2018 - 00:57

Tráfico responde por 7 em cada 10 queixas às forças policiais no Vale

TRÁFICO. PM apreendeu 595 quilos de maconha, 70 quilos de cocaína e 14 quilos de crack, na zona sul, em 2017

Segurança. Policial do Baep durante uma operação contra o tráfico

Foto: Rogério Marques/OVALE

Disque-Denúncia da polícia recebeu 602 denúncias relacionadas ao tráfico de drogas no eixo Jacareí- Taubaté (Jacareí, São José dos Campos, Caçapava e Taubaté), no primeiro trimestre deste ano, segundo dados oficiais

Danilo [email protected]

Maior vilão do crime na RMVale, região mais violenta de São Paulo, o tráfico de drogas concentra 76% das denúncias recebidas pelo Disque-Denúncia da polícia no primeiro trimestre de 2018 no eixo formado por Jacareí, São José dos Campos, Caçapava e Taubaté.

Das 787 queixas registradas no período nas quatro cidades, 602 foram relacionadas a venda de entorpecentes.

O serviço recebeu 410 denúncias pelo telefone 181 no eixo Jacareí-Taubaté, enquanto 377 foram realizadas pela internet.

Os novos dados foram fornecidos à reportagem de OVALE com exclusividade pelo Instituto São Paulo Contra a Violência, que gerencia este serviço junto à Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

São José está na ponta deste ranking, com 348 queixas entre janeiro e março, sendo 269 ligadas ao tráfico (77%). Na sequência estão denúncias como procurados (20), homicídio doloso (17), entre outros.

Em Taubaté, o tráfico representou 74% do total de denúncias -- foram 199 de um total de 266. Jacareí teve 115 denúncias no ano, das quais 88 (76%) foram sobre a venda de entorpecentes. Já Caçapava somou 46 denúncias de tráfico das 58 queixas registradas --79%.

Nos primeiros três meses do ano passado, 855 denúncias foram realizadas, sendo 628 ligadas ao tráfico -- 73%

O Disque-Denúncia atende as queixas por meio do telefone 181. Além do Web-Denúncia (www.webdenuncia.org.br), que possibilita aos cidadãos o registro de denúncias utilizando computador, tablet ou celular.

HOMICÍDIOS.

Campeão em homicídios no interior do estado, a RMVale possui o dobro da taxa de assassinatos por 100 mil habitantes da capital paulista -- respectivamente 13,28 e 6,53. O tráfico de drogas está relacionado a pelo menos 80 % desses homicídios na região. Para a comandante da PM no Vale, a coronel Eliane Nikoluk, a denúncia é primordial na identificação cirúrgica do crime.

"A polícia não consegue estar em todos os lugares, porque tem um limite de efetivo e viaturas, mas as pessoas sim estão em todos os lugares. Esse canal de denúncia anônima é extremamente seguro. Se você tentar ligar lá e se identificar, eles mandam você desligar e ligar de novo. A população não deve se expor, mas pode denunciar a criminalidade", afirmou a coronel.

"Em vez da população se colocar em uma situação de vítima, pode estar vigilante conosco e denunciar anonimamente. Se a gente contar com os olhos e ouvidos da população, conseguimos ser muito mais certeiros e cirúrgicos na atuação e não ficamos batendo cabeça"..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO