São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Economia
Maio 02, 2018 - 02:23

Vale tem 58% das obras federais em atraso; só 13,7% estão no prazo

Morador observa área no Rio Paraíba escolhida ára obras do PAC

Morador observa área no Rio Paraíba escolhida ára obras do PAC

Foto: Claudio Vieira / Arquivo OVALE

Excluídos 156 empreendimento concluídos, das 416 obras em andamento no Vale, 241 estão em atraso e apenas 57 estão dentro do prazo inicial; outras 66 obras não têm data prevista para entrega e 52 ainda nem começaram

Xandu [email protected]

Quase 6 em cada 10 obras do governo federal em andamento no Vale do Paraíba estão com o cronograma estourado. Ou já deveriam ter sido entregues ou, pior, ainda nem começaram.

De um pacotão de 572 obras financiadas por programas do governo federal na região, como o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), 156 já estão concluídas, mesmo que nem todas dentro do prazo inicial.

Restam 416 obras em andamento e 241 delas (57,93%) extrapolarão o cronograma previsto para término dos trabalhos. Ou seja, estão em atraso ou não serão entregues dentro do prazo inicial, em razão do pouco andamento dos trabalhos.

Todos os empreendimentos estão detalhados no 'Painel de Obras', uma ferramenta online do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão que permite acesso a todas as 98.557 obras pagas com dinheiro público no país, somando um total de R$ 1,23 trilhão.

Na região, o pacotão de obras custará R$ 5,096 bilhões aos cofres públicos, já descontados os R$ 48 milhões de 96 obras que foram canceladas por problemas de gestão, documentação ou contrapartida municipal.

Dentro do prazo, o Vale contabiliza apenas 57 obras (13,7%), que somam R$ 630,5 milhões em recursos públicos.

Os empreendimentos atrasados alcançam um valor de R$ 458,7 milhões.

A RMVale tem ainda 66 obras (15,87%) sem data prevista para entrega do serviço, de acordo com o 'Painel de Obras', somando R$ 1,5 bilhão. Outros 52 empreendimentos (12,5%) ainda estão no estágio zero da obra, de acordo com o sistema do governo federal. Esses trabalhos chegam a R$ 29,4 milhões.

Infraestrutura domina obras em atraso no Vale com 67,22% do total

Das 241 obras em atraso no Vale do Paraíba, 162 (67,22%) são de infraestrutura, como pavimentação, revitalização urbana e construção de espaços públicos. Outros 47 empreendimentos (19,5%) são para construção de creches, escolas e quadras e campos de futebol. Saúde vem em seguida, com 14 obras (5,81%), e depois turismo (7 / 2,9%), moradias (4 / 1,66%) e instalação de espaços na rede social de atendimento (3 / 1,24%). Outros segmentos têm uma obra cada: revitalização da bacia do Rio do Peixe, abastecimento, restauração de espaço turístico e energia elétrica..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO