São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Economia
Abril 17, 2018 - 02:17

Indústria do Vale abre 600 vagas e tem melhor março em quatro anos

Indústria

Indústria

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Em todo o estado, a indústria criou 10 mil postos de trabalho em março, com acumulado de 23 mil vagas geradas no primeiro trimestre; é o maior saldo nos três meses desde 2013, quando foram criadas 34.500 vagas no Estado

Xandu [email protected]

As indústrias da RMVale criaram 600 novos empregos formais (com a carteira assinada) em março deste ano, o melhor resultado dos últimos quatro anos, e acumularam 1.200 novas vagas abertas no primeiro trimestre.

A contratação interrompe resultado negativo de fevereiro, quando a indústria perdeu 100 vagas no Vale. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pelo Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo).

Em todo Estado, a indústria criou 10 mil postos de trabalho em março, com acumulado de 23 mil vagas geradas no primeiro trimestre. É o maior saldo nos três meses desde 2013, quando foram criadas 34.500 vagas em São Paulo.

"Há muito espaço para a indústria se desenvolver", afirmou o economista Edson Trajano, coordenador do Nupes (Núcleo de Pesquisas Econômico-Sociais), da Unitau (Universidade de Taubaté).

A má notícia é que, no acumulado dos últimos 12 meses, o setor industrial da região cortou 1.250 empregos formais.

Por outro lado, é o resultado menos impactante dos últimos quatro anos. Nos 12 meses anteriores a março de 2016, por exemplo, a RMVale perdeu 14,6 mil postos de trabalho na indústria.

REGIONAIS.

Com 28 municípios, a regional de Taubaté do Ciesp foi a maior responsável pelo número positivo da região. As indústrias criaram 450 empregos em março e 1.250, no ano. Nos últimos 12 meses, o saldo é positivo em 200 postos de trabalho, o melhor saldo do Vale.

A diretoria de São José (com oito cidades) abriu 50 empregos em março, mas cortou igual número no ano. No acumulado dos últimos 12 meses, São José perdeu 400 vagas.

Com três cidades, a regional de Jacareí abriu 100 vagas na indústria em março, com saldo zero no primeiro trimestre do ano. Nos últimos 12 meses, foram perdidos 1.050 empregos.

SETORES.

No primeiro trimestre, dos 22 setores industriais do Vale do Paraíba acompanhados pela pesquisa do Ciesp, 9 ficaram positivos em relação à geração de emprego, 9 permaneceram estáveis e 4, perderam vagas.

Quem mais gerou empregos foi o setor de móveis, com 23% de aumento nas vagas de emprego. Em seguida, aparecem produtos de borracha e de material plástico (8,03%), veículos automotores e autopeças (6,61%) e produtos alimentícios (5,32%). Na contramão, fecharam postos de trabalho os segmentos de produtos têxteis (-2,16%), produtos de madeira (-9%) e produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos (-4,51%)..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO