São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Brasil
Abril 16, 2018 - 18:25

PF vai analisar invasão a triplex atribuído ao ex-presidente Lula

Ocupação em apartamento atribuido ao ex-presidente Lula

Ocupação em apartamento atribuido ao ex-presidente Lula

Foto: Divulgação / MTST


A Polícia Federal vai apurar a invasão de integrantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) e do movimento 'Povo Sem Medo' ao apartamento tríplex atribuido ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A PF instaurou inquérito para investigação do caso, que aconteceu nesta segunda-feira, no Guarujá, litoral paulista.

Cerca de 50 pessoas invadiram o edifício e foram até o apartamento. Moradores relataram tumulto, mas ninguém ficou ferido. A polícia investigará eventuais danos ao patrimônio durante a ocupação, eu durou cerca de três horas e só acabou após negociações com agentes da Polícia Militar.

No apartamento, o grupo estendeu bandeiras em apoio a Lula. O caso acontece nove dias depois do ex-presidente ter se entregado a polícia. Ele permanece preso na sede da Polícia Federal em Curitiba.

INVASÃO.

A divulgação da ocupação foi feita mais cedo pelo pré-candidato à Presidência da República pelo PSOL, Guilherme Boulos.

"Se o triplex é do Lula, então o povo está autorizado a ficar lá e vai se transformar no triplex da resistência. Agora, se o triplex não é do Lula, o Sérgio Moro vai ter que mandar um alvará de soltura hoje mesmo, porque ele foi preso por algo que não é dele", disse o pré-candidato, em vídeo publicado no Twitter.

LEILÃO.

O Ministério Público Federal no Paraná informou, por meio da assessoria de imprensa, que o apartamento tríplex invadido nesta segunda-feira pela manhã, no Guarujá está disponível para leilão. Não foi esclarecido até o momento, no entanto, quem poderia pedir a reintegração de posse do imóvel, objeto da condenação do ex-presidente Lula.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO