São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Março 15, 2018 - 18:36

Por manutenção de postura conservadora, Flavinho deixa o PSB e disputará reeleição pelo PSC

O deputado federal Flavinho, agora no PSC

O deputado federal Flavinho, agora no PSC

Foto: Divulgação / Assessoria Flavinho

De São José, deputado federal afirma que PSB está 'voltando às origens da esquerda', e que muda de sigla 'por uma questão ética'; relator do projeto Escola sem Partido e defensor de pautas conservadoras vai anunciar mudança oficialmente nesta sexta-feira

Caíque Toledo
São José dos Campos

De olho nas eleições de outubro, o deputado federal Flavinho, de São José dos Campos, vai mudar de partido. O político vai trocar o PSB (Partido Socialista Brasileiro), sigla por qual foi eleito em 2014 com mais de 90 mil votos, pelo PSC (Partido Social Cristão). A filiação deve ser anunciada oficialmente nesta sexta-feira.

De acordo com o deputado, a mudança é motivada por seus próprios próprios princípios ideais e políticos. "O PSB é um partido historicamente de esquerda, mas abriu o leque ideológico anos atrás. Com a morte do Eduardo [Campos, em 2014], está passando por um período de adequação, e decidiram voltar às origens", afirmou Flavinho, em entrevista exclusiva a OVALE.

Relator do projeto Escola Sem Partido, o deputado é conhecido por sua atuação em defesa do que chama de 'família tradicional' e também contra a identidade de gêneros. "Por uma questão ética com o partido e também para que eu possa atender o anseio de quem me elegeu, tive uma conversa muito transparente e decidi fazer essa mudança", afirmou o deputado, que estará em São José nesta sexta e anunciará sua mudança.

ELEIÇÕES.

Mesmo deixando o PSB, Flavinho vê um bom caminho seu ex-partido nas eleições deste ano. A sigla tem como principal nome Marcio França, atual vice-governador, e pré-candidato a sucessão de Geraldo Alckmin (PSDB).

"O Marcio tem maior tempo de TV, é um grande estrategista político, acho que vai avançar bastante", afirmou, elogiando França, que, no mês que vem, assume o Palácio do Bandeirantes para que Alckmin foque na campanha presidencial.

Se passar pelas prévias do partido tucano, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), deve ser o principal adversário de França. "Apesar do Doria ser um cara midiático, sou contra isso que ele está fazendo, de depois de se eleger prefeito deixar o cargo e disputar outro. Acho antiético da parte de um mandatário, e creio que isso pesa bastante", concluiu.

Flavinho é um dos atuais três deputados federais eleitos pela RMVale, além de Eduardo Cury (PSDB) e Pollyana Gama (PPS).

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO