São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Economia
Março 30, 2018 - 21:22

Empresas do Cluster Aeroespacial da RMVale vão a evento da Boeing

Empresas brasileiras em visita à fábrica da Boeing, em Seattle, nos Estados Unidos

Indústria. Empresas brasileiras durante a visita à fábrica da Boeing, em Seattle, nos Estados Unidos

Foto: /Divulgação

Grupo de 10 companhias brasileiras foi convidado especial em visita à fábrica de Everett, da Boeing, uma das maiores plantas fabris do mundo; contato ocorreu nesta semana e serviu para estreitar relação comercial

Xandu [email protected]

Dez empresas associadas ao Cluster Aeroespacial Brasileiro do Parque Tecnológico de São José dos Campos participaram, nesta última semana, de uma feira do setor aeroespacial e de defesa em Seattle, nos Estados Unidos.

O evento foi ancorado pela Boeing, que está em negociação para uma combinação de negócios com a Embraer.

No evento, as empresas da região puderam expor produtos e serviços na Aerospace & Defense Supplier Summit Seattle, abrir canais de negócios com companhias estrangeiras, reunir-se com executivos e ainda visitar a fábrica de Everett da Boeing --maior unidade da empresa e uma das maiores plantas fabris do mundo.

"Neste momento em que Boeing e Embraer estão em negociação, vejo este evento extremamente importante para as empresas", disse Marcelo Nunes, coordenador do Cluster Aeroespacial Brasileiro.

Segundo ele, a aproximação do cluster com a Boeing é uma via de mão dupla.

"Todo suporte que eles [americanos] precisarem para acessar a cadeia produtiva dos fornecedores pode ser feito pelo Cluster Brasileiro."

Além disso, Nunes acredita que a missão facilitará a comunicação e a interação dos brasileiros com companhias americanas. Já há empresas se instalando nos EUA.

"Algumas empresas já estão abrindo nos EUA. A negociação deve ampliar os negócios. Nossas empresas têm interesse de estar perto de fornecedores da Boeing. Não vejo um risco de perdermos mão de obra ou negócios para EUA. Pelo contrário. A possibilidade de ampliação de negócios é maior".

Empresas esperam ampliar negócios e oportunidades com cadeia da Boeing

Igor Potter, representante comercial da Lace Engenharia, classificou o evento como "instrutivo, educativo e ajudou a ampliar horizontes". "Participei de reuniões eficientes e adquiri novos alvos e metas. O que você faz pode ter mais amplitude". Ana Paula Dias, diretora comercial da Itakar, disse que evento serviu para "estabelecer parcerias e conhecer pessoas".

As empresas da cadeia de fornecedores da Embraer lançam neste final de semana um manifesto em apoio ao acordo da Embraer com a norte-americana Boeing. "A única forma de preservar empregos de alta qualidade é estendendo para o mundo", diz Manoel de Oliveira, presidente Instituto Invoz..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO