São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Nossa Região
Fevereiro 13, 2018 - 21:23

Vice de Alckmin, Márcio França busca apoio de prefeitos no Vale

França

Apoio. Ortiz Junior (PSDB), prefeito de Taubaté, pediu a Márcio França (PSB) uma escola técnica para cidade

Foto: /Divulgação

Vice-Governador considera região estratégica e se diz honrado com 'apoio declarado' de 'amigos prefeitos ligados ao Alckmin'; PSDB busca evitar confronto com PSB, partido de França, pela disputa do Palácio dos Bandeirantes

Hernane Lé[email protected]
São José dos Campos

Reduto de Geraldo Alckmin (PSDB), atual governador do Estado, o Vale do Paraíba está na mira do vice-governador Márcio França (PSB), pré-candidato ao Palácio dos Bandeirantes. Enquanto os caciques do ninho tucano buscam unir o partido em torno de um palanque forte para as eleições, França abre diálogo com chefes do Executivo na região e diz estar honrado com 'apoio declarado' de 'amigos prefeitos ligados ao Alckmin'.

O vice-governador considera a região estratégica e acredita que já conseguiu ampliar sua base de apoio entre os prefeitos. Em sua última passagem pelo Vale, no início desse de fevereiro, França esteve reunido com 30 chefes do Executivo, entre eles os tucanos Ortiz Junior de Taubaté e Izaias Santana de Jacareí. "Terei mais de 400 prefeitos me apoiando", afirmou.

Felicio Ramuth (PSDB), prefeito de São José, não compareceu ao almoço com o vice-governador, que aconteceu em Tremembé, e também não enviou nenhum representante.

"Fico honrado com o apoio declarado de alguns amigos prefeitos ligados ao Alckmin do PSDB. São as maiores cidades do Vale, que se somam aos prefeitos que me apoiam do PSB", disse França, que tem seu partido no comando de Guaratinguetá, Cunha, Monteiro Lobato, Tremembé e Piquete.

Na próxima semana, segundo o vice-governador, será anunciado oficialmente o apoio do PV e PPS. Outro partido que deve se juntar à sigla de França é o PCdoB. A meta é ter ao menos 12 partidos no palanque. Para atrair o PSDB, principalmente na região, a estratégia é declarar 'guarida' a intenção de Alckmin de ser o candidato do PSDB a presidência.

"A região é estratégica para São Paulo e para o Brasil. Percebe-se que estão focados na possibilidade de termos outro paulista presidente da Republica da região, com Alckmin. Isso aconteceu em 1916 com Rodrigues Alves, de Guará"

Desde janeiro, o governador Geraldo Alckmin estaria tentando evitar o confronto PSDB-PSB na disputa pelo Palácio..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO