São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Nossa Região
Fevereiro 09, 2018 - 22:35

Do rabo e chifre à roupa de chita: a folia do Carnaval em São Luiz

Carnaval Juca Teles São Luis do Paraitinga

TRADIÇÃO. Bloco do Juca Teles é um dos mais tradicionais do município, levando milhares de foliões para as ruas.

Foto: /Rogério Marques/OVALE

Festa mais famosa da região ficou mais de 60 anos 'proibida' em Paraitinga pela vontade de padre italiano, que desaprovava a comemoração; atualmente, a folia reúne 200 mil pessoas com marchinhas e muita cor e alegria

Caíque [email protected]

Imagine que as quase 200 mil pessoas que passam os quatro dias de Carnaval em São Luiz do Paraitinga acordassem na manhã de Quarta-feira de Cinzas com rabo e chifre?

Pode parecer piada, mas essa era a 'pena' de quem pulava a folia na cidade, de acordo com o padre que comandava a paróquia luizense no início do século passado, nos anos 1920.

O padre italiano Monsenhor Ignácio Gióia logo mostrou seu desapreço pelas festividades. Aos poucos, conta a história que foi fazendo pregações contando que nasceriam rabo e chifre em quem pulasse o Carnaval e até que a cidade sofreria com uma grande enchente se a festa continuasse.

Graças a ele, São Luiz do Paraitinga passou mais de 60 anos sem festa.

FOLIA.

A coisa só foi mudar nos anos 1980, quando os luizenses se organizaram para começar a montagem da festa como conhecemos atualmente.

E isso só aconteceu após reportagens da imprensa que não entendiam como uma cidade, àquela altura, ainda não pulava Carnaval. Alguns moradores se sentiram 'ridicularizados', e resolveram retomar a folia. Mesmo com a penitência de Gióia.

Surgiram os festivais, o envolvimento cultural foi ficando cada vez maior, e a cidade de Elpídio dos Santos passou a cada vez mais produzir suas próprias marchinhas. Já são centenas, entoadas durante todo o ano -- não só durante os quatro dias de folia.

Hoje, para o que certamente seria um desespero para o padre italiano, São Luiz tem um dos Carnavais de rua mais famosos do Brasil, e que já foi destaque até na imprensa internacional. O rabo e chifre foram substituídos pela roupa de chita e pela decoração de flor. Com muita música e festa durante o ano inteiro.

Mesmo após a forte enchente de 2010 (como previu o padre?), a cidade não parou de respirar o Carnaval, tendo ano após ano a festa mais genuína e esperada de toda a RMVale.

O Juca Teles, o Barbosa e tantos outros personagens são disputados pelos foliões, que até a próxima terça poderão curtir mais de 50 blocos e shows pela cidade que hoje respira Carnaval.

Neste ano, graças a novos problemas estruturais, os tradicionais blocos terão trechos somente com banda no chão e também vão voltar a sair na rua atrás da Igreja Matriz. Curiosamente, uma rua chamada Monsenhor Ignácio Gióia..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO