São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Nossa Região
Fevereiro 08, 2018 - 18:16

GCM vai apurar ação de guarda no confronto em bar do Urbanova

Uma jovem tentou entrar no local e foi impedida por um GCM, os dois se agrediram fisicamente e o policial aplicou spray de pimenta.

Uma jovem tentou entrar no local e foi impedida por um GCM, os dois se agrediram fisicamente e o policial aplicou spray de pimenta.

Foto: Julia Carvalho/OVALE

Após o confronto com cerca de 20 guardas municipais e policiais militares em um bar em frente à Univap, no Urbanova, região oeste de São José, a GCM (Guarda Civil Municipal) vai apurar a ação de um agente contra uma cliente do estabelecimento

Julia Carvalho

Após o confronto com cerca de 20 guardas municipais e policiais militares em um bar em frente à Univap, no Urbanova, região oeste de São José, a GCM (Guarda Civil Municipal) vai apurar a ação de um agente contra uma cliente do estabelecimento. 

Segundo os próprios guardas que estavam no local, o estabelecimento não possuía alvará para funcionar depois das 22h e por isso, às 23h, a equipe realizou a ação de fechamento do bar.

Na ação, os estudantes afirmaram que guardas agiram com violência contra os clientes que estavam no local, retirando as pessoas que estavam nos banheiros e expulsando todos. Um rapaz de 20 anos foi agredido.

Alguns estudantes relataram que sofreram ameaças e tiveram seus celulares tomados pelos guardas.

Uma jovem tentou entrar no local e foi impedida por um GCM, os dois se agrediram fisicamente e o policial aplicou spray de pimenta.

Por nota, a Secretaria de Apoio ao Cidadão informou que recebeu uma denúncia de perturbação do sossego público. No local cerca de 1.500 pessoas, por isso foi solicitada a ação em conjunto com a Polícia Militar.

A pasta ainda alega que colheu a informação que o servidor público recebeu um tapa no rosto e utilizou spray de gás pimenta para afastar a agressora. "Foi instaurado procedimento administrativo para apurar a ação do agente", diz a nota.

Também por nota, a PM alegou que houve solicitação para que as pessoas desocupassem o ambiente, o que foi prontamente atendido pela maioria, contudo, alguns clientes se recusaram a sair, sendo necessária a intervenção da equipe, que reafirmou a necessidade do cumprimento da lei e consequente fechamento do bar, havendo então a saída pacífica de todas as pessoas "o que, com certeza, não agradou uma minoria insistente em não obedecer os preceitos legais", conta.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO