São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Nossa Região
Fevereiro 09, 2018 - 00:50

Gestantes ganham repelentes como alternativa para vacinação

Repelentes em Jacareí

Alternativa. Cidades da região apostam na entrega de repelentes para as mulheres que estão grávidas

Foto: Alex Brito/PMJ

Com Ministério da Saúde recomendando que grávidas não sejam imunizadas contra a febre amarela, maiores municípios da RMVale distribuem repelentes especiais; imunização pode fazer mal para a mãe e para os bebês

Da redaçã[email protected]

Como o Ministério da Saúde recomenda que gestantes não tomem vacina contra a febre amarela, as cidades da RMVale estão distribuindo repelentes gratuitos especialmente para esse público.

São José, Taubaté e Jacareí contam com estoques especiais de repelentes nas unidades básicas. A orientação do governo federal é que gestantes não recebam a imunização porque pode causar reações prejudiciais à mãe e ao próprio bebê.

A cidade de São José, por exemplo, entrega repelente, gestantes e mulheres amamentando e pessoas com comorbidade comprovada. O município, no entanto, não divulgou números.

Em Taubaté, somente as gestantes cadastradas no programa Bolsa Família tem direito aos repelentes, que são justamente encaminhados pelo governo federal -- são 290, no total. Há uma exceção para gestantes atendidas pela rede, mas relacionada à prevenção em casos de microcefalia.

Jacareí também não divulgou o número de repelentes já entregues, mas são 3.000 gestantes na cidade. "Queremos imunizar toda população possível, mas temos também que criar estratégias de prevenção para aqueles que não podem receber a vacina. O repelente para as gestantes é um deles, ainda mais por envolver o risco de contaminação para a mãe e para o bebê", disse a secretária de Saúde do município, Rosana Gravena..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO