São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Fevereiro 06, 2018 - 22:14

Supostas dúvidas deixam reajuste de 19% a secretários de São José indefinido

Sessão da Câmara de São José dos Campos

Sessão da Câmara de São José dos Campos

Foto: Rogério Marques / OVALE

Proposta para aumentar de R$ 11.226,23 para R$ 13.369,32 a remuneração da equipe de secretários de Felicio tem rejeição de sete vereadores . Integrante da base diz que cargo exige responsabilidade e que não aceitaria salário atual

Hernane Lélis e Julia [email protected]

A proposta de reajuste salarial de 19% aos secretários do prefeito Felicio Ramuth (PSDB), apesar de simples, ainda está causando "dúvidas" em determinados vereadores. Questionados por OVALE se são contrários ou favoráveis à medida, um pequeno grupo preferiu não opinar, deixando em aberto o resultado da votação.

O projeto, apresentado pela Mesa Diretora na última semana, volta ao plenário da Câmara nesta quinta-feira (8), quando termina o prazo de emenda. Apesar de contar com assinatura de 10 vereadores, alguns parlamentares preferiram não se manifestar quanto ao apoio na votação.

Três vereadores se declararam a favor do projeto, sete foram contra e cinco preferiram não opinar. A reportagem procurou todos os vereadores, mas não obteve retorno dos cinco restantes.

Além da bancada do PT, composta por três parlamentares, Renata Paiva (PSD), Lino Bispo (PR), Valdir Alvarenga (SD) e Flávia Carvalho (PRB) disseram que vão votar contra a medida. Os vereadores José Dimas (PSDB), líder do governo Felicio na Câmara, Robertinho da Padaria (PPS) e Calasans Camargo (PRP) se mostraram a favor do reajuste. Já Esdras Andrade (SD), Marcão da Academia (PTB) e os tucanos Fernando Petiti e Dulce Rita alegaram não ter decidido seus votos, apesar de terem assinado o projeto. Dr. Elton (PMDB) disse ainda estar avaliando o reajuste. "Um secretário precisa ganhar bem. Eu não aceitaria esse valor (mais de R$11 mil) para ter um cargo com tanta responsabilidade", afirmou o vereador Robertinho da Padaria.

CONTAMINADO

Para ser aprovado, o projeto precisa do voto favorável da maioria dos vereadores. Se der empate, a decisão cabe o presidente Juvenil Silvério. Os salários podem sair dos atuais R$ 11.226,23 para R$ 13.369,32.

"A base ainda não conversou com todos os vereadores para tirar dúvidas", disse José Dimas, que acredita em contaminação política no projeto.

Abaixo-assinado é organizado como protesto ao projeto de reajuste

Um grupo de moradores instalou uma tenda no Centro de São José na última terça-feira (5) para um abaixo-assinado contra o reajuste aos secretários. Até ontem, o documento tinha 3.200 assinaturas. A mobilização deve continuar até a votação da proposta, que deve ser acompanhada pelos manifestantes. "Estamos tentando barrar, não há nenhum funcionário de carreira beneficiado com essa ação", afirma Emanuel Santos, organizador da ação..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO