São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Janeiro 11, 2018 - 23:22

Em São José, Bolsonaro ataca Lula e fala em criar 'Vale do Silício' na região

Jair Bolsonaro

Abre aspas: "Um dos meus sonhos é criar um Vale do Silício aqui na região, a exemplo dos EUA. Não há um local tão apropriado com o empreendedorismo". Jair Bolsonaro (PSC). Deputado federal

Foto: /Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Pré -candidato ao Planalto em 2018, deputado federal pelo PSC-RJ se encontra com apoiadores na cidade e afirma que, se eleito, região será prioridade industrial

Danilo [email protected]_

Em visita ao Vale do Paraíba nesta quinta-feira para uma reunião com apoiadores, o deputado federal e pré-candidato à presidência da República, Jair Messias Bolsonaro (PSC-RJ), aproveitou para atacar rivais políticos e disse que, se eleito, pretende transformar a região em uma espécie de Vale do Silício, ponto de alto desenvolvimento industrial e tecnológico situado na Califórnia, nos Estados Unidos.

Bolsonaro chegou a São José dos Campos por volta de 20h, onde se reuniu com lideranças da Página Direita RMVale no palácio Sunset, zona oeste da cidade.

"Um dos meus sonhos é criar um Vale do Silício aqui na região, a exemplo dos EUA. Não há um local tão apropriado com o empreendedorismo presente como aqui. A região é o centro de tecnologia e polo industrial do país. Não posso levar para um local isolado", disse.

O deputado federal não poupou criticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e acredita na prisão dele antes das eleições. "Sempre torci para o Lula ser julgado como parlamentar e deputado. Acredito na prisão dele dia 24. Após o julgamento, que ele já saia com o pedido de prisão decretado. A Justiça tem que fazer justiça", disse.

Confiante, ele vê hoje um segundo turno com Lula e não descarta alianças com PSDB e PMDB, mas dispensa o apoio de Michel Temer. "Qualquer partido que queira se aproximar de mim, quem vai dar o norte sou eu. O segundo turno seria eu e Lula hoje em dia, mas qual partido iria vender apoio para o PT? Tem pelo menos 10 deputados federais do PMDB que vão me ajudar. Não quero conversa com o Temer. Votei duas vezes contra ele. A maioria esmagadora dos eleitores do PMDB e PSDB vão votar em mim em um segundo turno".

EMBRAER.

Bolsonaro vê com bons olhos uma possível fusão entre Boeing e Embraer em um modelo favorável para a economia brasileira. "A Embraer é uma empresa lucrativa. Se ela puder se associar a Boeing num bom programa e modelo, que seja bem vinda, mas não pode se entregar à eles e matar a indústria aeronáutica brasileira. A empresa é um orgulho nosso".

Capitão do Exército, Bolsonaro não é contra uma intervenção militar. "Se existe esse remédio você tem que buscar utilizar, se necessário".

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO