São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Economia
Janeiro 12, 2018 - 00:37

Parceria entre Boeing e Saab pode beneficiar negócio com a Embraer

Jato de treinamento T-X desenvolvido pela Boeing em parceria com a Saab

Indústria da aviação. Jato de treinamento T-X, que é desenvolvido pela Boeing em parceria com a Saab

Foto: /Divulgação

Empresa norte-americana e a fabricante sueca Saab têm parceria no projeto de uma jato de treinamento (T-X), enquanto a Embraer desenvolve e produz junto com a Saab o novo caça Gripen para a Força Aérea Brasileira

Xandu [email protected]

A parceria entre a Embraer e a sueca Saab pode ser um ponto favorável na negociação entre a fabricante brasileira e a norte-americana Boeing, e não uma questão de discórdia, como apontaram alguns especialistas.

Da mesma maneira que Embraer e Saab estão juntas na produção do Gripen, avião que venceu a concorrência com a Boeing para renovar a frota brasileira de caças, a norte-americana e a empresa sueca estão unidas no projeto de um avião de treinamento de pilotos, o T-X.

Ou seja, a Embraer poderá estabelecer parceria com as duas companhias ao mesmo tempo. Uma já consolidada com a Saab e outra ainda em estudo com a Boeing, que poderá criar o maior grupo de produção de aviões do mundo. O modelo de cooperação comercial entre as duas fabricantes está em análise pelas empresas, que confirmaram a negociação em dezembro.

"A Boeing sabe da parceria da Embraer com a Saab. Isso já foi estudado. Não vejo problema, mas vantagem. A Embraer está pronta para ousar e dar um passo mais forte. Está na hora de um novo salto para o futuro", disse Agliberto Chagas, professor de Inovação e Empreendedorismo da Fatec.

AVIÃO

O T-X é uma aeronave especialmente criada para atender os requisitos da Força Aérea dos EUA. Trata-se de um jato monomotor que traz sistemas de treinamento incorporado e que fez seu primeiro voo há dois anos.

De acordo com a Boeing, o avião substituirá as antigas aeronaves T-38 e deve entrar em operação em 2024. Duas aeronaves já foram construídas para a fase de testes.

"A aeronave tem um motor, duas caudas, assentos e um cockpit avançado com treinamento embutido", informou a Boeing..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO