São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Brasil
Janeiro 09, 2018 - 23:48

Prova da Fuvest chega ao fim; professores comentam questões


Mais de 19 mil candidatos completaram nesta terça-feira a prova da Fuvest, disputando 8.402 vagas para ingresso na USP (Universidade de São Paulo). O concurso tem este ano a participação de 2.100 treineiros.

Após o terceiro dia de provas, professores do Colégio Objetivo comentam as questões:

Robério de Paula Lima Filho, Química:
"As questões de química foram bem abrangentes, cobrindo todos os principais temas, como estequiometria eletroquímica, oxidorredução, equilíbrio químico, cinética de reações, etc. A ausência de química orgânica na prova de ontem foi amplamente compensada hoje, com questões que exigiam pleno conhecimento de reações orgânicas. O nível da prova foi coerente com aquilo que se espera de uma questão de conhecimentos específicos, separando bem o aluno mediano daquele com o nível a mais de conhecimento e de preparação."

Fábio Rodrigues, Geografia:
"A prova de Geografia apresentou questões cujo nível de dificuldade oscilou entre médio e difícil, privilegiando candidados bem preparados.

Temas abrangentes, desde a Geografia Física clássica até a Geopolítica representada por uma esperada pergunta sobre a Coreia do Norte.

Vale a ressalva para o fato de que a Fuvest, equivocadamente, se referiu às Olimpíadas do Rio de Janeiro como tendo ocorrido no ano de 2015, fato que não compromete a correta resolução da questão."

Debora Yumi Motooka, História:
"A questão sobre mapa da Província de São Paulo elaborado em 1886 teve média dificuldade, mas exigiu do candidato leitura de mapa histórico para perceber que a propaganda implícita aos imigrantes era a presença de terrenos despovoados para o cultivo de café, além da malha ferroviária já construída e dos rios navegáveis.

A questão sobre corrida espacial com uma declaração de Yuri Gagárin e a música Space Oddity de David Bowie também teve média dificuldade sobre as tensões da corrida espacial durante a Guerra Fria, além de saber o significado da letra Space Oddity que Bowie escreveu logo após assistir o filme de Stanley Kubrick, 2001, uma odisseia no espaço. Relacionar a letra da música com a corrida espacial e a Guerra Fria foi a maior dificuldade da questão.

E a terceira questão de História sobre presidentes eleitos democraticamente e presidentes-generais da ditadura militar exigiu que o aluno identificasse o período de maior estabilidade democrática entre os governos do presidente Fernando Henrique Cardoso até o primeiro mandato de Dilma Roussef e o período da ditadura militar como o de maior ruptura democrática."

Cristiane Batistela, Física:
"A prova de Física apresentou assuntos familiares aos alunos, mas com nível médio e difícil.
Associada a prova do segundo dia, a Fuvest contemplou os principais assuntos.

Como a prova do terceiro dia é de assuntos específicos, ficou evidente a abordagem com maior nível de exigência da banca examinadora. A questão sobre emissão de raios gama a partir a rotação de núcleos atômicos deve ter apresentado dificuldade aos candidatos.

As demais questões, mesmo abordando motor de Stirling, espectômetro óptico e espira quadrada, apesar da complexidade do assunto, estão adequadas a proposta da prova."


Lucio Ribeiro, Matemática:
"Prova com questões de complexidade alta em Matemática, contando com Análise Combinatória e Probabilidade, Geometria Plana e Espacial, Trigonometria, Progressões e Funções. A Fuvest consegue com a prova abranger um grande número de temas e assim avaliar muito bem o conhecimento do aluno."

Isabel Lemos, Biologia:
"Questões com complexidade média em biologia, questão com cadeia e teia alimentar, sistema circulatório, de modo geral todo o conteúdo abordado no ensino médio.Questões bem elaboradas e com abordagem direta."

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO