São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Viver
Novembro 02, 2017 - 13:58

Cuidado com o corpo na dança é fundamental

Palestra fisioterapeuta Carlos Silva, por Beatriz Fidalgo/Ateliê/SPCD

Palestra fisioterapeuta Carlos Silva, por Beatriz Fidalgo/Ateliê/SPCD

Foto: Beatriz Fidalgo/Ateliê/SPCD

O 3º Ateliê Internacional São Paulo Companhia de Dança, em Campos do Jordão, recebeu o fisioterapeuta Carlos Eduardo Silva para falar sobre os cuidados com o corpo

Especial para OVALE
Campos do Jordão

A busca pela perfeição no balé vem acompanhada do esforço extremo, de levar o corpo ao limite. No entanto, nesse movimento, é necessário fazer do cuidado com o corpo uma prioridade.

A recomendação é do fisioterapeuta Carlos Eduardo Pereira da Silva, que ministrou palestra durante a abertura do 3º Ateliê Internacional São Paulo Companhia de Dança, na última terça-feira (31), em Campos do Jordão. O evento termina neste sábado (4).

Para quem dança, segundo Silva, o acompanhamento profissional é indispensável. “Quando o bailarino conhece um pouco da mecânica do corpo, ele sabe até onde pode ir. Muitas vezes a lesão é resultado do desconhecimento do próprio limite”, afirmou.

Atento à explanação, o bailarino Octávio Polette, 22 anos, de Caraguatatuba, identificou durante a palestra algumas dores que esteve sentindo. “É uma satisfação poder obter novos conhecimentos”, disse.

O especialista ressalta que, infelizmente, lesões acabam sendo comum entre os profissionais da dança. “É preciso respeitar a hora de parar e saber a hora certa para descansar.”

Segundo o fisioterapeuta, é necessário procura ajuda profissional em caso de dores. Além disso, acrescenta ele, a prevenção é fundamental: "a cada três meses é preciso fazer uma avaliação completa, principalmente nas articulações”, finalizou.

Ateliê

O auditório Claudio Santoro e museu Felícia Leirner, em Campos do Jordão (SP), sediam o 3º Ateliê Internacional São Paulo Companhia de Dança. O evento reúne mais de 100 bailarinos e professores do país e exterior, até o dia 4 de novembro, num consenso: o amor pela dança. O ateliê é aberto para visitação do público.

Os estudantes têm a oportunidade de aprender com mestres de renome nacional e internacional: Ady Addor, Eva Schul, Edson Araya, Edison Santos, Sérgio Rocha, Gisèle Santoro e Inês Bogéa. A programação inclui aulas, palestras e oficinas.

O Ateliê é realizado pelo Governo do Estado de São Paulo e Secretaria de Estado da Cultura via Proac (Programa de Ação Cultural). O evento tem patrocínio de O Boticário Na Dança, Escala 7 Editora Gráfica e Vedacit, com parceria do Instituto CPFL e da ACAM Portinari (Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari), e apoio do jornal OVALE, da Capezio e do Convention & Visitors Bureau.

Serviço

O auditório Claudio Santoro e museu Felícia Leirner ficam localizados à avenida Dr. Luís Arrobas Martins, 1.880, no Alto da Boa Vista, em Campos do Jordão. Confira a programação completa do Ateliê Internacional no www.spcd.com.br.

---

Denyse Ribeiro e Jamille Gabriely

Supervisão Ana Cláudia Mattos

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO