São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Nossa Região
Novembro 15, 2017 - 01:53

Mortes têm alta de 25% na região em uma década, segundo IBGE

Cemitério em Jacareí

Cemitério em Jacareí

Foto: Divulgação/PMJ

Crescimento dos óbitos na região foi maior do que as médias nacional e estadual de mortes para a década (2016-2006), respectivamente de 24,5% e 21,16%; no Vale, morte de idosos, em hospitais e violentas tiveram a maior alta

Xandu Alves@xandualves10

O número de mortes registradas no Vale do Paraíba em uma década, entre 2006 e 2016, aumentou em 25,34%. Há 10 anos, foram contabilizadas 12.614 mortes e, no ano passado, 15.810.

O crescimento dos óbitos foi maior do que a média nacional e estadual de mortes para o mesmo período, respectivamente de 24,5% e 21,16%.

Os dados são da pesquisa Estatísticas do Registro Civil 2016 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que foi divulgada nesta terça-feira.

No Vale, em 10 anos, houve aumento de 44,84% na morte de pessoas com mais de 60 anos, reflexo do envelhecimento populacional, passando de 7.460 para 10.805. A região superou a média do país e do Estado, ambas em 36%.

As mortes em hospitais cresceram 23,07% na região, de 10.056 para 12.376 em 10 anos, acima da média estadual (18,08%) e abaixo da nacional (28,97%).

VIOLÊNCIA.

Considerada a região mais violenta de São Paulo, o Vale registrou 1,19% de aumento nas mortes violentas, com 1.609 óbitos em 2016 contra 1.590, em 2006. O perfil de vítimas entre 15 e 24 anos de mortes violentas caiu 19,26% no mesmo período, com 285 óbitos e 2016 ante 353, há 10 anos. A queda é menor do que a registrada em São Paulo (-36,19%). No Brasil, a morte de jovens cresceu 11,03%.

O óbito de menores de um ano recuou 30,53% na região, de 488 em 2006 para 339, em 2016. No mesmo período, a morte de bebês caiu 19,14% no país e 17,98%, no Estado.

No Vale, o número de nascidos vivos caiu 0,16% em 10 anos, com 32.942 nascimentos em 2016 contra 32.994, em 2006. No país a resultado foi -8,45% e no Estado -1,3%.

Cidades pequenas lideram aumento de mortes no Vale do Paraíba

Cidades pequenas no Vale do Paraíba estão no topo do crescimento das mortes entre 2016 e 2006. Na década, quem mais aumentou os óbitos foi Areias, com 3,8 mil habitantes. A cidade passou de 13 mortes para 33, 153,85% de alta no período. Com 6,2 mil moradores, Silveiras teve 140% de aumento nas mortes: 36 óbitos contra 15. Arapeí teve 120% de alta: 11 mortes contra 5.

São José foi 7ª cidade da região com maior aumento das mortes: 47,98%, com 4.435 óbitos ante 2 997. Em Jacareí, as mortes saltaram 25,19%, de 1.187 para 1.486. Taubaté teve 16,23% de alta: 2.052 óbitos para 2.385.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO