São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Economia
Novembro 03, 2017 - 23:07

Crise derruba importação de matéria-prima no Vale

Embraer 48 anos: companhia já planeja aviões do futuro

Indústria. Importação de matéria-prima para a fabricação de aviões registrou redução durante o ano

Foto: /Divulgação

Todos os seis produtos mais importados pela Vale do Paraíba sofreram queda neste ano: avião (peças), petróleo, veículos (peças), motores, máquinas e equipamentos e alumínio

Xandu [email protected]
São José dos Campos

Com menos crédito e investimentos, as principais indústrias da RMVale reduziram a importação de matéria-prima em 2017, no período de janeiro a setembro. Levantamento foi feito com dados do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo).

Todos os seis produtos mais importados pela região tiveram queda no ano.

A importação de peças e partes de avião caiu 94,21%, com US$ 61,3 milhões nos nove primeiros meses deste ano contra US$ 1,060 bilhão no mesmo período de 2016.

Depois petróleo (extração e derivados) e combustíveis reduziram de US$ 1,6 bilhão em 2016, até setembro, para US$ 666,4 milhões neste ano, retração de 60%.

Também partes e peças de veículos tiveram queda de 39,15%, passando de US$ 256,5 milhões no ano passado para US$ 156,1 milhões em 2017.

Em seguida, a importação de reatores e motores caiu 30,72%, com US$ 499,2 milhões comprados no exterior neste ano contra US$ 720,5 milhões, no ano passado.

Máquinas e equipamentos recuaram 26,13%, de US$ 789 milhões em 2016 para US$ 582,9 milhões, neste ano. Por fim, a importação de alumínio caiu 22%, de US$ 135,1 milhões para US$ 105,4 milhões.

Nas exportações, a região registrou aumento de 103,51% em combustíveis e petróleo, com US$ 2,9 bilhões entre janeiro e setembro deste ano contra R$ 1,4 bilhão, no mesmo intervalo de 2016.

Já aviões caíram 16,67%, com US$ 2,5 bilhões em 2017 ante US$ 3 bilhões, em 2016. A venda de veículos ao exterior cresceu 31,86%, passando de US$ 834,9 milhões nos nove meses de 2016 para US$ 1,1 bilhão neste ano, em igual período..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO