São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Economia
Novembro 02, 2017 - 01:06

Comércio e serviços cortam 19 mil empregos na RMVale desde 2014

Carteira de trabalho

Carteira de trabalho

Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Comércio e serviços cortaram 37,5% do total de postos de trabalho perdidos na economia da região em três anos e nove meses, com acúmulo de 50,6 mil vagas fechadas; só a indústria fechou mais: 22,3 mil empregos

Xandu [email protected]
São José dos Campos

Os dois setores que mais contratam no final de ano --comércio e serviços-- têm um desafio pela frente: recuperar os 19 mil empregos perdidos no Vale do Paraíba desde o início da grave crise econômica no país, em 2014.

De lá até setembro deste ano, os setores de comércio e serviços cortaram 37,5% do total de postos de trabalho perdidos na economia da região em três anos e nove meses, com acúmulo de 50,6 mil vagas fechadas, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho e Emprego.

Só a indústria fechou mais do que os dois setores: 22,3 mil empregos perdidos desde o início de 2014, 44,09% do total do Vale do Paraíba.

A construção civil fechou 6,2 mil vagas no mesmo período, 12,37% da totalidade.

A boa notícia é que para quem procura emprego no comércio os números são mais favoráveis.

Desde 2014, o setor registra saldo negativo de emprego entre janeiro e setembro, mas gera emprego a partir de outubro e até dezembro.

A explicação é a contratação de temporários para o final de ano. No ano passado, o comércio chegou aos nove meses com 4,4 mil empregos perdidos, mas gerou 2,3 mil vagas de outubro a dezembro.

O mesmo aconteceu em 2015: 3,5 mil postos de trabalhos perdidos até setembro e 1,2 mil vagas abertas no final de ano. Com 2014 foi parecido: 3,2 mil vagas fechadas em nove meses e 3,2 mil abertas no último trimestre.

Já nos serviços a história é outra. O segmento fechou vagas nos três anos, com exceção dos nove meses em 2014, quando criou 2,7 mil vagas. Em 2017, o comércio acumula 2,7 mil vagas fechadas até setembro e serviços, -19 postos.

Setores cortaram 18,4 mil vagas em São José, Taubaté e Jacareí desde 2014

São José perdeu 13,3 mil empregos desde 2014 em comércio e serviços, 55,99% do total de vagas perdidas no período, com -23,9 mil postos. Segundo a ACI (Associação Comercial e Industrial) de São José, devem ser abertas até 6.000 vagas temporárias no final de ano. Em Taubaté, comércio e serviços perderam 3,3 mil empregos desde 2014, 28,2% de todas as 11,9 mil vagas fechadas. O percentual é maior em Jacareí. Os dois setores da economia cortaram 1,6 mil vagas desde 2014, nada menos do que 86,89% do total, de 1,9 mil empregos perdidos na cidade..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO