São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Viver
Outubro 06, 2017 - 00:19

Grupo de Belo Horizonte comemora 35 anos com atividade no Sesc São José

teatro

teatro

Foto: Divulgação

Paula Maria [email protected]

Nem no seu mais doce sonho Antônio Edson, Eduardo Moreira e Teuda Bara imaginavam que um dia a companhia de teatro que criaram, em 1982, um dia, não só caminharia com as próprias pernas, mas comemoraria 35 anos de existência.

Na ocasião da fundação, reunidos numa mesa de bar, o trio - na companhia da também atriz Wanda Fernandes, morta em um acidente de carro em 1994 - definiu um pretensioso projeto: desenvolver num período pós-Ditadura Militar um trabalho que garantisse o sustento da trupe a partir daquilo que mais amavam: a arte da atuação.

Foram tempos de muito trabalho e pouco dinheiro. Até que, no final da década, "Ó pro cê vê na ponta do pé" e "A comédia da esposa muda" fizeram com que o grupo ganhasse Minas Gerais, onde fica a sede, e passasse a excursionar pelo país e em festivais do exterior.

De lá para cá foram 23 espetáculos produzidos, 7.700 apresentações, 100 prêmios e 1,6 milhão de espectadores.

No DNA da companhia a busca por novos desafios e a lição de que o teatro precisa ocupar todos os espaços possíveis, estando o mais próximo possível do público. "Sempre transitamos entre o teatro de sala e de rua. Fazemos um trabalho popular sem que isso signifique barateamento e facilitação da apreensão do público", afirmou Antônio Edson.

Para ele, a importância do fazer teatral vai muito além do palco. "Levar o teatro para a rua te leva a ter mais clareza do significado social que um artista pode ter dentro de uma comunidade. É preciso colocá-lo ao alcance de todos e tirar o estigma de que o povo não gosta de teatro", disse. "Poder apresentar um trabalho para quem não tem hábito ou condição de frequentar uma casa de espetáculo é um presente para nós", continuou.

FESTA.

Em comemoração aos 35 anos da companhia, o Galpão traz diversas atividades ao Sesc São José. Além das oficinas que ocorrem até domingo (8), há ainda dois espetáculos na agenda.

Nesta sexta-feira (6) e no sábado (7), às 20h, "De Tempo Somos", um sarau de canções que fizeram parte de espetáculos do grupo; e, no domingo (8), às 19h30, "Gigantes da Montanha", fábula de Luigi Pirandello que narra a chegada de uma companhia falida a uma vila mágica.

A entrada para ambos é gratuita e os ingressos devem ser retirados com 1h de antecedência. O Sesc fica na av. Adhemar de Barros, 666, São Dimas..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO