São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Economia
Outubro 31, 2017 - 18:20

Metalúrgicos retornam à GM em São José depois de layoff de cinco meses

GM

GM

Foto: /Divulgação

Montadora confirmou ao sindicato, nesta terça, que não irá prorrogar o layoff, previsto para terminar na sexta; trabalhadores afastados retornarão à fábrica a partir de segunda. Retorno será gradual; 980 tiveram seus contratos de trabalho suspensos

Redação @jornalovale

A GM (General Motors) promoverá o retorno à fábrica de São José de funcionários que estavam com o contrato de trabalho suspenso (layoff) desde 5 de junho deste ano. A informação é do Sindicato dos Metalúrgicos de São José. A GM não comentou.

Segundo o sindicato, a montadora confirmou nesta terça-feira que não irá prorrogar o layoff, previsto para terminar na sexta. Com isso, os trabalhadores afastados retornarão à fábrica a partir de segunda. O retorno será gradual.

Os primeiros comunicados de retorno deverão ser entregues aos trabalhadores a partir desta quarta-feira. A estimativa da GM, informou o sindicato, é de 200 a 250 trabalhadores retornando já na próxima segunda-feira.

Em junho, 980 funcionários da montadora entraram em layoff. Do total, 130 metalúrgicos retornaram ao serviço antecipadamente. Na época, a medida foi aprovada em razão de a GM alegar ter um excedente de 1,6 mil funcionários na fábrica, que poderiam ser demitidos.

LICENÇA.

Quem não retornar de imediato permanecerá em licença remunerada, recebendo salários e benefícios normalmente.

Durante o layoff, os afastados receberam o salário integral, com parte paga pelo FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador). O acordo do layoff prevê ainda estabilidade para todos os trabalhadores da planta. A GM não poderá demitir até fevereiro de 2018.

"Com a produção em alta, não há qualquer razão para demissões", disse Antônio Ferreira de Barros, o Macapá, presidente do sindicato..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO