São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Nossa Região
Outubro 06, 2017 - 04:10

Casos de estupro aumentam 86%em apenas oito meses na RMVale

ÔNIBUS. Após prisão, homem que
abusou de mulher foi liberado

ÔNIBUS. Após prisão, homem que abusou de mulher foi liberado

Foto: /Reprodução/TVGlobo

Com 708 ocorrências, crimes de violência sexual no Vale registrados entre janeiro e agosto de 2017 já superam 2016, quando 682 casos foram computados; S. José, Taubaté e Jacareí respondem por 38% das ocorrências

Danilo [email protected]_
São José dos Campos

No ônibus, na rua e até mesmo dentro de casa. Os casos de estupro aumentaram 86% no Vale somente nos primeiros oito meses desse ano em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a agosto, as 39 cidades da região registraram 708 ocorrências desse tipo de crime.

Os dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública apontam que a cada 24h, pelo menos dois crimes de violência sexual foram registrados nas cidades da RMVale. Em 2016, entre janeiro a agosto, foram 379 delitos do tipo. Já durante o ano passado inteiro, 682 casos de violência sexual foram computados.

Os crimes de estupro de vulnerável, quando a violência é praticada contra crianças, correspondem a 41% das ocorrências até agosto desse ano, com 292 casos nas cidades da RMVale.

Nos municípios mais populosos da região, São José dos Campos, Taubaté e Jacareí acumulam 38% das ocorrências de estupro realizadas nos primeiros oito meses do ano. São José registrou alta de 28% em comparação com o ano passado, saltando de 121 para 156, de um ano para o outro. Em Taubaté houve 90% de aumento, passando de 32 para 61 e em Jacareí os índices subiram 96%, de 27 para 53 registros.

Pindamonhangaba somou 46 caso de estupros no ano, Caçapava 26, Guaratinguetá 41.

TRANSPORTE.

Por medo ou vergonha, muitas mulheres ainda deixam de prestar queixa contra violência sexual, mas isso já está mudando, segundo a Polícia Militar. Para a corporação, o aumento das ocorrências de estupro está ligado ao crescimento das denúncias de mulheres. "Nós estamos utilizando as redes sociais e os órgãos de comunicação estão ajudando a orientar a mulher para denunciar", disse Arlindo Junior, capitão da PM.

Em agosto, um homem ejaculou no pescoço de uma passageira de ônibus enquanto ela dormia. O caso chocou o país. "A repercussão de casos assim estimula a denúncia", disse..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO