São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Brasil
Outubro 12, 2017 - 19:11

Celebração no Santuário Nacional é marcada por vaias aos políticos

Festa dos 300 anos de Nossa Senhora Aparecida

Santuário Nacional. Festa dos 300 anos de Nossa Senhora Aparecida

Foto: /Rogério Marques / OVALE

Governador Geraldo Alckmin (PSDB) e ministros Antonio Imbassahy e Gilberto Kassab, que ocupam as pastas no governo do presidente Michel Temer, foram alvos de vaias ontem

Caíque Toledo @CaiqueToledo
Aparecida

Depois de uma mensagem do papa Francisco, em que ele afirmou que o Brasil precisa de pessoas de esperança e fé para combater 'o egoísmo e a corrupção', políticos que participaram da missa solene em homenagem aos 300 anos da aparição de Nossa Senhora em Aparecida, nesta quinta-feira, foram vaiados.

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) e dois ministros do governo Michel Temer (PMDB) -- da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab (PSD), e da Casa Civil, Antonio Imbassahy (PSDB) -- tiveram suas presenças anunciadas e seus nomes foram sucedidos por vaias do público.

Os ministros representaram o presidente, que gravou uma mensagem pelo feriado nacional (veja mais na página 11), enquanto o governador, que é nascido na RMVale, comparece ao evento todos os anos.

Minutos antes, em uma gravação em vídeo enviada direto do Vaticano, o papa afirmou que o país precisa lutar contra a corrupção.

Possível candidato ao Palácio do Planalto em 2018, Alckmin minimizou a manifestação do público. "Não ouvi vaia nenhuma", disse, antes de citar uma passagem do poeta Olavo Bilac. "Há, no interior de cada homem e cada mulher, 'um demônio que ruge e um Deus que chora'. Não misturo política com religião, se amanhã não for candidato e não tiver cargo, continuarei vindo aqui.".

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO