São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Setembro 12, 2017 - 23:34

sessão extra


Contrário

O Solidariedade vai votar contra o projeto do governo Felicio Ramuth (PSDB) de aumento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e da unificação da taxa de lixo. O texto será apreciado na sessão desta quinta-feira.

Finanças

O líder da sigla na Câmara, Valdir Alvarenga, disse que o aumento de impostos pesará no orçamento do contribuinte. "Nós não podemos aceitar. O povo joseense não pode pagar tributo por compromissos assumidos em campanha."

Agrado

Alvarenga ainda prosseguiu. "Eles que são técnicos e comissionados não precisam se preocupar a família. Eles são técnicos. Eles têm que aumentar a arrecadação para agradar o prefeito", declarou.

Bateu, levou

O presidente da Câmara de São José, Juvenil Silvério (PSDB), subiu à tribuna para rebater o discurso de Alvarenga e lembrar que o colega apoiou a gestão do ex-prefeito Carlinhos Almeida (PT). "Foi até o final com o governo, embora podre."

Apoio

"Vossa excelência apoiou o Teatrão, apoiou a venda de ações da Sabesp e prejudicou a Arena de Esportes", pontuou Juvenil. Em seguida, Lino Bispo (PR) também fez crítica a Alvarenga, usando o mesmo argumento de Juvenil.

Queermuseu

Três vereadores de Taubaté -- Douglas Carbonne (PCdoB), Alexandre Villela (PTB) e Graça (PSD) -- apresentaram moção de repúdio à Fundação Santander pela exposição "Queermuseu - Cartografias da Diferença na Arte Brasileira".

Causa animal

No texto, que ainda será votado em plenário, os vereadores alegam que a exposição trazia "/imagens de prática de zoofilia", o que eles consideraram "um verdadeiro retrocesso ao Direito dos Animais".

Comissão

Os três vereadores integram a Comissão Permanente de Defesa e Proteção dos Animais da Câmara de Taubaté. A exposição, em Porto Alegre, foi encerrada um mês antes do previsto após ser alvo de críticas, principalmente nas redes sociais.

Audiência

A pedido dos vereadores Dentinho (PV) e Digão (PSDB), a Câmara realiza nessa quarta, às 19h, uma audiência pública para debater a regulamentação dos bares em Taubaté.

Milagre

A sessão da Câmara de Taubaté essa semana começou no horário previsto, 14h30. Habitualmente, os trabalhos costumavam ter atrasos de até uma hora. A sessão terminou às 17h30, o que configura outra novidade: normalmente, ela se estendia até 20h.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO