São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Setembro 12, 2017 - 23:34

Contratos de obras a serem assinados em Taubaté somam R$ 98 milhões

Pavimentação de via em Taubaté

Pavimentação. Das oito licitações finalizadas, três são de pacotes para requalificar ruas e avenidas

Foto: /Divulgação/PMT

Licitações foram realizadas entre 2015 e 2016 para possibilitar início das obras logo após a assinatura do empréstimo, mas contratos dependem de acordo com as empresas

Da redaçã[email protected]
Taubaté

Com o empréstimo de US$ 60 milhões (pela cotação atual, R$ 187,5 milhões) do CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina) prestes a ser assinado, o governo Ortiz Junior (PSDB) irá procurar as empresas que venceram licitações relacionadas à operação de crédito.

Ao menos oito certames foram realizados entre 2015 e 2016, segundo apuração do jornal. A antecipação das licitações teve como objetivo possibilitar o início das obras logo após a assinatura do empréstimo.

A previsão inicial do governo Ortiz era de que a liberação ocorresse em três meses, mas o aval do governo federal para a operação de crédito demorou 26 meses.

Segundo a Lei de Licitações, as empresas só são obrigadas a cumprir os compromissos caso haja contratação em até 60 dias. Mesmo assim, a gestão tucana adota tom otimista. "Em um cenário de economia desaquecida, muitas empresas já demonstraram interesse em assinar os contratos".

A prefeitura não informou se há possibilidade de os valores serem reajustados antes mesmo das assinaturas dos contratos. Pelos valores originais, essas oito licitações resultarão em contratos de R$ 98,87 milhões, o que representa 52% do valor total do empréstimo, considerando a cotação atual da moeda americana.

Quatro das licitações foram vencidas pela empresa Compec Galasso, que pode receber até R$ 47,93 milhões: prolongamento da Estrada do Pinhão (R$ 16,08 milhões), piscinões do Parque Três Marias (R$ 3,44 milhões) e dois pacotes de requalificação de vias (um de R$ 16,44 milhões e outro de R$ 11,95 milhões).

Já a empresa S.O. Pontes, que venceu duas licitações, pode receber até R$ 35,22 milhões: duplicação da Estrada do Barreiro (R$ 18,69 milhões) e outro pacote de pavimentação (R$ 16,53 milhões).

A Tplan venceu a licitação para implantação de galerias de águas pluviais em diversos locais por R$ 4,5 milhões.

O contrato para apoio e supervisão técnica das obras viárias será dividido entre duas empresas: a Paulo Oliveira Engenharia (R$ 6,16 milhões) e a ECR Engenharia (R$ 5,045 milhões), totalizando R$ 11,21 milhões..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO