São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Setembro 11, 2017 - 22:59

Felicio estuda futuro de prédios até definir ações do Novo Centro

Novo Centro 1

Revitalizado. Governo Carlinhos Almeida (PT) revitalizou áreas degradadas da avenida São José

Foto: /Claudio Vieira/PMSJC

Após adiar para 2018 as mudanças previstas para o projeto Novo Centro, o prefeito Felicio Ramuth (PSDB) vai utilizar os últimos três meses do ano para definir o futuro de prédios históricos da região central de São José

Redaçã[email protected]
São José dos Campos

Após adiar para 2018 as mudanças previstas para o projeto Novo Centro, o prefeito Felicio Ramuth (PSDB) vai usar os últimos três meses do ano para definir o futuro de prédios históricos da região central de São José.

Um deles, o prédio da antiga Coletoria, que fica na praça Afonso Pena. Há pedidos à prefeitura para que seja dado novo destino ao 1º DP (Distrito Policial) e também à cadeia feminina.

"Este ano, em relação ao Novo Centro, não temos novidade. O que temos conversado bastante é com relação aos próprios públicos. Aquele próprio que é do Estado (Coletoria). Vamos tentar entender como poderíamos aproveitá-los melhor, já que estão disponíveis", afirmou o prefeito de São José.

PLANO.

Depois de vencer a eleição, em 2016, Felicio Ramuth havia prometido até dezembro deste ano implementar um pacote de ações para recuperar áreas degradadas do centro histórico de São José.

Oferecer desconto em impostos como IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis) para quem se instalasse em prédios vazios era um dos pontos em análise no governo.

A expectativa era que o projeto fosse enviado à Câmara Municipal ainda em 2017.

Alterações em vias da região central, inclusive com mudança de sentido, também serão adiadas pela administração.

O plano, porém, foi abortado para aguardar o início das discussões do Plano Diretor.

O comando da Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade decidiu que, durante as oficinas do Plano Diretor, a partir de outubro, surgirão apontamentos sobre esse tema.

"Revitalização do centro e outras iniciativas urbanísticas terão oportunidade na intensa agenda das discussões públicas do Plano Diretor que ocorrerão neste semestre, ocasião em que serão coletadas contribuições importantes de munícipes, segmento comércio e outros atores", disse a pasta em nota no fim de agosto.

O Novo Centro foi uma das vitrines do governo do ex-prefeito Carlinhos Almeida (PT)..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO