São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Nossa Região
Setembro 11, 2017 - 20:47

Motorista que atropelou quatro é ouvido e liberado pela polícia

DIG

DIG

Foto: Julia Carvalho / OVALE


Depois de ser levado até a polícia e prestar depoimento, Matheus Sousa, motorista que atropelou quatro pessoas em São José dos Campos na última semana, não permanecerá preso. Ele foi pego por policiais militares em São Paulo na manhã desta segunda e transferido para São José, onde foi ouvido e liberado após duas horas de depoimento.

Matheus, de 19 anos, foi encontrado por meio de uma denúncia anônima e preso, em São Paulo. Ele estava na casa de parentes na zona sul da capital. A prisão foi feita por agentes da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar).

"Ele só poderia ser preso pelo crime se fosse decretada prisão temporária ou preventiva, o que não é o caso. O inquérito foi instaurado por homicídio doloso. Quando ele atropelou naquele local e naquela velocidade, ele assumiu o risco", disse o delegado da DIG, Darci Ribeiro.

"Hoje começamos a ouvir as testemunhas. Ele apresentou a versão dele e alega que não viu. A policia vai fazer as provas periciais para mostrar o que aconteceu no local. Já temos mais imagens e a perita criminalista já veio. A imagem é chocante e eu me solidarizo. Temos que apurar os fatos com calma, no tempo previsto. Mas hoje dependemos da prova pericial para provar o que aconteceu", completou o delegado.

O CASO.

O atropelamento ocorreu após três pedestres tentarem socorrer um motociclista, que caiu do veículo depois de colidir com um carro. Enquanto os jovens prestavam socorro, uma caminhonete em alta velocidade atropelou todos, deixando o motociclista e dois dos pedestres mortos no local. A quarta vítima morreu no hospital.

Matheus foi identificado na sexta-feira (8) como o motorista que atropelou as quatro pessoas. Segundo informações da polícia, o veículo envolvido no acidente foi encontrado por um grupo de pessoas, que invadiu a casa onde o carro estava estacionado. A família do motorista então chamou a PM. "Se eles queriam ajudar o suspeito, eles conseguiram. Merecem inclusive os parabéns por terem feito uma lambança como essa", disse o delegado.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO