São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Ideias
Setembro 12, 2017 - 23:44

GENERALIZAR É NÃO QUERER PUNIR CULPADOS

Luiz Paulo Costa Jornalista e Escritor

A generalização que vem ocorrendo no País em relação aos políticos de que todos são corruptos (afora os impropérios que se lê nas redes sociais) é não querer que os verdadeiros culpados sejam efetivamente punidos por seus atos contra a lei e o interesse público. Chegam até a propor a extinção - como se isto fosse possível! - da própria "classe política".

Aristóteles já dizia que o homem é um animal político por excelência. Ao que o meu mestre de economia política Euzébio Rocha acrescentava: "Se o homem deixar de ser político será um animal irracional como os demais." Qualquer sociedade, principalmente aquelas que desejam atingir o estágio ideal de democracia (do povo, pelo povo e para o povo), precisa praticar a política como arte ou ciência de convivência social.

Portanto, é preciso prestigiar a Justiça em sua missão de apurar e provar quem são os culpados e puni-los exemplarmente, separando assim o joio do trigo. Jogar fora a água suja da bacia com a criança dentro, não é solução. Pelo contrário, apenas servirá para que os verdadeiros corruptos se escondam atrás das generalizações: "Mas quem não rouba?!"

O eleitor brasileiro tem feito a sua parte ao votar. Mas o sistema adotado e os interesses escusos, muitas vezes, impedem o funcionamento regular das instituições do Estado Democrático de Direito. Mas não existe outro caminho: todo o poder ao cidadão! Inclusive para votar em referendos e plebiscitos como prevê a Constituição para decidir diretamente..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO