São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Editorial
Setembro 06, 2017 - 23:36

O EXEMPLO VEM DE CIMA

Na chefia de uma das maiores prefeituras do Brasil, Felicio tem a missão de manter conduta ética impecável


O Brasil atravessa uma de suas maiores crises éticas da história. O noticiário se resume a escândalos. Políticos e grandes empresários, entrelaçados, estão na mira das operações do MPF (Ministério Público Federal) e da Polícia Federal.

O que pouco se discute, porém, são os desvios quase imperceptíveis do cotidiano. É usar o assento de idoso no ônibus, trafegar pelo acostamento durante um engarrafamento ou estacionar em vaga exclusiva para pessoas com deficiência.

Qualquer cidadão que cometa ação parecida merece ser repreendido. Pior ainda é quando o infrator tem status de chefe do Executivo e, portanto, deveria dar exemplo aos cidadãos.

Este é o caso do prefeito Felicio Ramuth (PSDB), que na última terça-feira teve o carro oficial fotografado em vaga exclusiva para pessoas com deficiência, durante a abertura do Festivale (Festival Nacional de Teatro do Vale do Paraíba), no Shopping Centro, em São José dos Campos.

Horas depois, o tucano admitiu o erro. Em nenhum momento, porém, pediu desculpas pelo ato. Culpou o motorista e prometeu apuração. Como chefe do Executivo, deveria ter pedido desculpas oficiais em nome do poder que representa.

Esta não é a primeira vez que o prefeito ganha destaque por erros no trânsito. Neste ano, Felicio se envolveu em polêmica ao ter a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) suspensa por acumular multas por excesso de velocidade e estacionamento irregular.

Foram 29 pontos na carteira entre fevereiro e agosto do ano passado. Na ocasião, afirmou que o veículo havia sido usado por motorista particular e que não havia feito a indicação do condutor no prazo previsto.

Não se contesta neste espaço a questão democrática, que garante ao prefeito a possibilidade de fazer a reciclagem e voltar a dirigir sem nenhum problema. Mas cabe ao público refletir sobre o fato de um gestor público desobedecer, com frequência, regras da legislação de trânsito.

Ao ocupar a chefia de uma das maiores prefeituras do Brasil, Felicio tem a missão de manter uma conduta ética impecável, dando exemplo para que seus funcionários atuem da mesma forma.

Evitar um pedido formal de desculpa e culpar o subordinado não é a atitude que se espera do prefeito. O exemplo vem de cima!.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO