São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Esporte
Setembro 07, 2017 - 22:31

Pódio no mundial de Stand Up Paddle é comemorado por joseense

O joseense Arthur Santacreu, durante etapa do Mundial

O joseense Arthur Santacreu, durante etapa do Mundial

Foto: /ISA/ Sean Evans.

Marcos Eduardo [email protected]
São José dos Campos

Uma prancha de surfe. Um remo. E muito equilíbrio para ficar em pé sobre ela e fazê-la se mover. Basicamente, essa é a essência do stand up paddle, um esporte que vem ganhando cada vez mais adeptos no mundo todo, inclusive na região. Nascido em São José dos Campos, Arthur Santacreu, de apenas 22 anos, vem se destacando na modalidade e quer trilhar caminhos mais longos.

A prova disso foi a medalha de bronze no Campeonato Mundial da categoria, em estilo olímpico, disputado no último final de semana, em um canal em frente ao Opera House, em Copenhague, na Dinamarca, quando encarou algumas das principais feras do mundo neste esporte.

O resultado foi conquistado na categoria SUP Sprint Race, de 200 metros, dividindo o pódio com o anfitrião Casper Steinfath, que foi ouro, e com o neozelandês Trevor Tunnington, o segundo colocado.

O evento no país europeu foi organizado pela ISA (Sigla em inglês para a Associação Internacional de Surfe), que reuniu 286 atletas de 42 países diferentes nas modalidades de SUP Surf, SUP Race e Paddleboard Race.

"Vinha fazendo uma ótima preparação, estando no meu melhor condicionamento. Ultimamente, tenho dado uma grande ênfase à parte psicológica. Estou vendo cada vez mais a sua importância", afirmou o atleta joseense 'Tuca', como é chamado entre os amigos, através da assessoria de imprensa.

Ele já está de volta ao Brasil, onde se prepara para outras disputas de campeonatos este ano.

Para obter sucesso no esporte é necessário muito treino. Não basta apenas gostar, é preciso habilidade, equilíbrio e concentração. E,nisso, Arthur parece ter encontrado o seu caminho para o sucesso.

NA CASCA.

E o terceiro lugar no Mundial ainda veio com doses de emoção, já que chegou milimetricamente atrás do segundo colocado. Inclusive, chegou a ser anunciado em segundo lugar na prova, mas o replay confirmou a terceira posição na disputa, já que ambos os competidores terminaram praticamente juntos. No visual, era praticamente impossível de perceber.

De qualquer maneira, o resultado foi bastante comemorado pelo joseense após a prova.

A classificação para o Mundial deste ano na Dinamarca veio após se destacar em diversas competição. Em 2014, por exemplo, veio seu primeiro título expressivo, ao faturar o circuito organizado pela CBSup (Confederação Brasileira de Stand up Paddle). No ano seguinte, também foi campeão brasileiro de SUP Sprint, em Foz do Iguaçu-PR.

TRIPLA JORNADA.

Mas, para conquistar os bons resultados, Arthur Santacreu precisa de muita dedicação e disciplina. Além dos treinamentos para os campeonatos, ele também se divide entre as faculdades de Engenharia e de Educação Física.

"Treinar e viver exclusivamente de esportes no Brasil é muito difícil. Mas viver de um esporte relativamente novo, como o SUP, é ainda mais complicado", afirma o atleta, que pratica esportes desde pequeno.

Considerado por muitos uma promessa do Stand Up Paddle, hoje ele já pode ser considerado uma realidade..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO