São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Brasil
Setembro 15, 2017 - 17:48

Polícia procura responsável por atentado no metrô de Londres

Atentado. Polícia de Londres faz buscas no metrô da capital do país, após ataque nesta sexta-feira

Atentado. Polícia de Londres faz buscas no metrô da capital do país, após ataque nesta sexta-feira

Foto: Divulgação/Andy Rain/EFE

Agencia Brasil

A polícia britânica iniciou uma ampla operação de busca pelo responsável ou responsáveis que explodiram hoje (15) uma bomba de fabricação caseira em um vagão do metrô de Londres e deixou mais de 20 feridos, segundo os meios locais.

O jornal The Guardian informou que os investigadores da Scotland Yard (a Polícia Metropolitana de Londres) estão examinando imagens do circuito de televisão do metrô londrino para determinar por onde entrou e saiu o autor deste ataque terrorista, ocorrido na estação Parsons Green, no trecho externo da linha District. A operação busca quem levou o o artefato até o vagão e se este foi detonado pessoalmente ou por controle remoto.

O artefato usado neste atentado terrorista será examinado por especialistas, que esperam encontrar pistas sobre os responsáveis assim que determinarem o método de fabricação, os produtos químicos e o tipo de detonador, segundo a agência EFE.

Os meios de comunicação locais informam que a bomba de fabricação de caseira não chegou a explodir completamente, o que também poderia fornecer informação adicional aos especialistas.

A investigação é liderada por agentes da Scotland Yard, que contam com a colaboração do MI5, o serviço de inteligência britânico que opera no território nacional.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, conduzirá hoje uma reunião do comitê de emergência Cobra, formado pelos principais ministros do governo. "Os meus pensamentos estão com os que ficaram feridos em Parsons Green e os serviços de emergência que, mais uma vez, estão respondendo rapidamente e valentemente perante um suspeito incidente terrorista", declarou a premiê.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO