São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Viver
Agosto 03, 2017 - 23:29

Parceria cheia de suingue no Sesi São José

Ed Motta e Serial Funkers

Ed Motta e Serial Funkers

Foto: /Davi Cardoso/Divulgação

Bande da região, Serial Funkers se apresenta com Ed Motta neste sábado

Paula Maria Prado @paulamariaprado
São José dos Campos

A primeira vez que Ed Motta e Serial Funkers estiveram no mesmo palco foi em 2008. Na ocasião, eles haviam sido contratados para realizar um pocket show solo. O combinado era que, juntos, cantassem apenas duas músicas, no entanto, a sinergia foi tão grande que o público acabou sendo presenteado com oito canções numa parceria improvisada na hora, sem qualquer ensaio prévio.

De lá para cá, cantor e banda se encontraram várias vezes sempre com muito funk americano, soul e pop rock em shows cheios de suingue. E é mais um desses encontros que o joseense poderá ver neste sábado (5), às 20h, em uma apresentação gratuita na unidade do Sesi São José.

"Fui convidado por eles para um show em São Paulo e fiquei muito impressionado com o profissionalismo. Execução, arranjos e figurinos, tudo de muito bom gosto", afirmou Motta em entrevista a OVALE. "Ainda que eu curta de tudo (solo, orquestra...), tocar com banda é, com certeza, minha formação predileta. Minhas composições têm arranjos que precisam da sonoridade de uma banda. E me apresentar com a Serial Funkers é um conforto porque gostamos das mesmas coisas, bebemos da mesma fonte".

No repertório do show de amanhã, canções de artistas que já passaram pelo projeto "Serial Funkers Convida", além de músicas de Motta - "Manuel", "Colombina" e "Fora Da Lei", claro! - e alguns covers que o cantor gosta de cantar com a banda, como "Don't Stop Til You Get Enough", de Michael Jackson; "September", de Earth, Wind & Fire; e "Stayin' Alive", do Bee Gees.

"O casamento das vozes de Ed e Regis Paulino, vocalista do Serial, foi muito interessante. Mesmo cantando em regiões vocais diferentes, a mistura ficou muito boa", afirmou o tecladista Hebert Medeiros. "Será um show animado, dançante e divertido".

SUCESSO.

Além de Hebert e Regis, a banda é composta ainda pelo joseense Luciano Ribeiro (baixo) e por Luguta (bateria), também morador de São José.

"Ficamos muito felizes de poder levar o nome do Vale do Paraíba para tantos locais diferentes. A banda esta em uma fase ótima, fazendo muitos shows e ainda aproveitando toda a visibilidade que ganhamos participando do programa "Superstar" (Globo)", afirmou Medeiros. "E, o fato de termos o Regis já por dois anos seguidos a frente da banda de outro programa global ("Amor & Sexo") também nos ajuda muito na divulgação do nosso trabalho".

E vem novidade aí: a Serial Funkers lança ainda neste semestre seu segundo disco autoral, que se encontra em fase de pré-produção, mas já com alguns singles sendo lançados em rádios da região, como "Casa 1", atual música de trabalho do grupo.

MERCADO.

Com uma agenda de shows cheias no exterior, Ed Motta, por sua vez, ainda critica o mercado musical do país. "Sempre foi difícil (por aqui) para quem não faz arte alinhada com o mercado", afirmou.

Mas, segundo ele, além do Serial Funkers, há artistas interessantes que "valem um Google", como Lucas Arruda, Zé Manoel, Mahmundi e Thiago Amud.

Em meio a facilidades digitais, o YouTube se torna grande aliado para quem curte "descobertas" musicais. "Toda vez que entro na rede eu penso: onde estava esse vídeo? Por que não virou um DVD? E eu passo horas assistindo shows de todo tipo de música, clássico, pop, soul, jazz, MPB...", diz. "A internet tem facilitado a comunicação. Mas como se ganha dinheiro com isso poucos sabem."

SERVIÇO.

O Sesi fica na av. Cidade Jardim, 4.389, Bosque dos Eucalíptos. Os ingressos podem ser reservados pelo sistema Meu Sesi (www.sesisp.org.br/meu-sesi)..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO