São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Agosto 09, 2017 - 23:02

Concessão do Pacaembu inspira proposta para o Martins Pereira

Jogo no Martins Pereira

Vazio. Estádio Martins Pereira jamais teve público e renda compatíveis com o investimento oficial

Foto: /Claudio Vieira/PMSJC

O projeto que concede o estádio do Pacaembu à iniciativa privada, em São Paulo, servirá de base para o plano arquitetado pelo governo Felicio Ramuth (PSDB) para o estádio Martins Pereira, em São José

João Paulo [email protected]

O projeto que concede o estádio do Pacaembu à iniciativa privada, em São Paulo, servirá de base para o plano arquitetado pelo governo Felicio Ramuth (PSDB) para o estádio Martins Pereira.

A direção da Urbam (Urbanizadora Municipal), responsável pela administração do espaço, vê com bons olhos o modelo adotado pelo prefeito João Dória (PSDB) e prepara proposta semelhante em São José dos Campos.

Na capital, a prefeitura recebeu projetos de cinco grupos interessados no Pacaembu. Com essa documentação, o governo vai publicar uma lista de habilitados e, em seguida, abrir a licitação para efetivar a concessão.

"Essa possibilidade existe [repassar a gestão do Martins Pereira]. Estou montando uma equipe interna que vai fazer uma análise do prédio e, com o Jurídico, saber se tem alguma implicação. Se for liberado, não vamos inventar nada", afirmou o presidente da Urbam, José Nabuco Sobrinho, à Piratininga.

"Temos feito um processo semelhante ao Pacaembu. Queremos estudar o que está ocorrendo lá para fazermos algo parecido. A ideia me parece boa, mas falta um alinhamento. A gente, talvez, faça um chamamento para plano de negócios. Ou seja, empresas interessadas apresentam uma solução", completou.

Reinaugurado em 2014, o local jamais teve público e renda compatíveis com o investimento de R$ 18,3 milhões.

Oposição aprova concessão do estádio ao setor empresarial e defende reformas no local

O PT não vê problema na concessão do estádio, desde que o processo seja transparente. Em 1996, no governo petista de Ângela Guadagnin, houve estudo de concessão. A gestão Carlinhos Almeida aposta que, após a reforma de 2014, o espaço se modernizou e se tornou mais atrativo aos empresários.

PT é favorável à proposta de terceirização do estádio e defende reforma

O PT não vê problema na concessão do estádio à iniciativa privada, desde que o processo ocorra com transparência. Em 1996, no governo petista de Ângela Guadagnin, o então presidente da Urbam, Naoto Shitara, encomendou um estudo de concessão.

A gestão Carlinhos Almeida aposta que, após a reforma de 2014, o espaço se modernizou e se tornou mais atrativo a empresários. “Já de início o projeto era fazer disso uma vantagem para viabilizar sua sustentabilidade em parceria com iniciativa privada”, disse a sigla.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO