São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Agosto 03, 2017 - 00:16

CPI da Pró-Lar realiza 'mutirão' em Jacareí e quer antecipar relatório à Justiça

CPI

CPI. Comissão quer concluir relatório até outubro e garantir que MP apresente denúncia à Justiça

Foto: /Divulgação/CMJ

Proposta é ouvir o maior número possível de empresários que teriam participado de suposto desvio de R$ 1,2 milhão da entidade

Hernane Lé[email protected]
Jacareí

O resultado das investigações conduzidas pela CPI da Pró-Lar, que investiga suposto desvio de R$ 1,2 milhão em contratos firmados pela entidade de Jacareí, deve ser antecipado para outubro, um mês antes do prazo regimental. A comissão está notificando as empresas que estariam envolvidas no caso para um 'mutirão' de depoimentos.

A previsão do presidente da CPI, vereador Rodrigo Salomon (PSDB), é agendar as oitivas para o próximo dia 15, quando pretendem ouvir o maior número de empresários possível. "Vai ser um dia inteiro de oitivas. Pretendemos fechar o trabalho até o final de setembro no máximo", disse o parlamentar.

A denúncia de supostas irregularidades em contratos na Fundação Pró-Lar, uma instituição vinculada à prefeitura voltada para políticas habitacionais no município, envolve cerca de 70 empresas, muitas delas já fechadas e que possuem como proprietários pessoas que seriam, inclusive, do mesmo círculo familiar.

A entidade contratou serviços, entre eles de capina e limpeza de terrenos, que não teriam sido realizados, com sobrepreço e até mesmo de trabalhos já feitos pela prefeitura. "Levantamos muitas informações, vamos entrar na fase final para elaboração do relatório", afirmou Salomon, líder tucano na Câmara.

DENÚNCIA

As supostas irregularidades constam em relatório da prefeitura, que realizou uma auditoria no exercício de 2016 na fundação. O Ministério Público está acompanhando os trabalhos de apuração da CPI e, a partir do resultado, vai decidir se encaminha o caso à Justiça. Uma convocação esperada é a de Christian Lemos, ele era técnico de contabilidade da Pró-Lar e foi demitido em maio pelo governo Izaias. O ex-servidor nega problemas nos contratos..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO