São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Agosto 01, 2017 - 23:14

Izaias prevê cargos e aumento de salários em mudanças na Saúde de Jacareí

Proposta. Governo fala em "primeira conversa" sobre alterações

Proposta. Governo fala em "primeira conversa" sobre alterações

Foto: Arquivo/PMJ

Funcionários efetivos são beneficiados com projeto de reestruturação; Câmara deve receber proposta nesta semana

Hernane Lé[email protected]
Jacareí

O trabalho de reestruturação administrativa conduzido pelo governo Izaias Santana (PSDB) na Prefeitura de Jacareí chegou à Secretaria de Saúde, uma das principais pastas do poder Executivo. A proposta inicial prevê a criação de 32 cargos, a maioria de chefia, e aumentos de salários que podem chegar a 100% dos vencimentos atuais.

A reestruturação da Secretaria de Saúde, uma exigência judicial, foi apresentada em reunião realizada na última segunda-feira pelo prefeito com os vereadores. A atual estrutura administrativa da pasta possui 36 cargos, a proposta do governo eleva para 68, sendo 35 destinados aos servidores de carreira.

Entre as novas atribuições está a de Ouvidor de Saúde, com salário de 6.036,47 para provimento de comissão. Também foi criada a função de Gerente Administrativo de Unidade Básica de Saúde (10 horas), com vencimento de R$ 2.994,90, para 15 vagas que devem ser preenchidas por funcionários efetivos com ensino superior completo.

A proposta do governo cria ainda a Gerência de Almoxarifado de Medicamentos, a proposta salarial é a mesma da função de gerente de UBS, no entanto, a exigência para esse caso é de ensino médio completo. Uma nova diretoria também pode surgir se o projeto for aprovado como apresentado aos parlamentares. A função, que segundo a legislação de 2010 tem salário base de R$ 3.868,31, pode ter seus vencimentos dobrados, chegando a 7.747,33. O valor é o mesmo que pode ser pago a secretária Adjunta, que teve salário aprovado à época de R$ 4.964,68.

"Acho que a prioridade nos gastos deva ser com a contratação de médicos, remédios e equipamentos", avaliou o vereador Luis Flávio (PT).

OUTRO LADO

A prefeitura, em nota, disse que a proposta de reestruturação foi apresentada "em uma primeira conversa. Ainda não há nada oficial, uma vez que o projeto ainda não foi protocolado"..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO