São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Esporte
Agosto 01, 2017 - 23:14

BARREIRA SUPERADA

Cuca

Desafios. O técnico Cuca foi alvo de críticas do volante Felipe Melo no início da semana

Foto: /Agência Palmeiras

campeonato brasileiro. em turbulência, palmeiras tenta consolidar reação no torneio

Da Redação @jornalovale
SÃO PAULO

Depois de ser chamado de 'mau-caráter' pelo volante Felipe Melo, em um áudio vazado na noite de segunda-feira, que resultou no afastamento definitivo do atleta do Palmeiras, o técnico Cuca tenta superar mais uma barreira para seguir na retomada do time no Campeonato Brasileiro.

Nesta quarta-feira, em meio a toda essa turbulência causada pelo 'pitbull', o Verdão visita o Botafogo nesta quarta-feira, a partir das 21h45, no estádio Engenhão, no Rio de Janeiro, pela penúltima rodada do primeiro turno da competição nacional.

O Palmeiras vem de vitória em casa por 2 a 0 sobre o Avaí, no último sábado. O time da estrela solitária, por sua vez, vem de uma derrota histórica no mesmo dia, em casa, para o São Paulo, quando vencia por 3 a 1 até os 38min do segundo tempo e levou a virada para 4 a 3.

Os comandados de Cuca buscam a terceira vitória consecutiva no torneio nacional, em que não perdem há quatro rodadas.

Com 29 pontos, o Palmeiras está em quarto lugar na classificação geral e inicia a rodada 12 pontos atrás do líder Corinthians, que terá um duelo complicado contra o Atlético Mineiro, no Mineirão, também nesta quarta.

O time carioca, por sua vez, é o sétimo colocado, com 24 pontos ganhos.

BRONCA.

O diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, foi o principal mentor de Felipe Melo no Palmeiras. O atleta, que já havia ficado marcado por uma expulsão nas quartas de final da Copa do Mundo de 2010, quando o Brasil foi eliminado pela Holanda, chegou ao Verdão na expectativa de não repetir os atos de 'bad boy' no passado.

Ele até começou bem a sua caminhada pelo clube, mas logo começaram os problemas. E, nesta terça-feira, o dirigente da equipe alviverde até convocou uma entrevista coletiva para tratar do desligamento do atleta.

"Primeiramente, quero passar ao torcedor que não nos posicionamos antes porque não havia a menor necessidade. Era um assunto interno, como muitos outros que não chegam à imprensa. Porém, a partir do fato novo da noite de ontem (segunda-feira, no áudio vazado pelo atleta e entrevista concedida), a diretoria entende que deve se pronunciar porque a verdade tem que prevalecer", afirmou o dirigente durante a entrevista aos jornalistas.

"Acima de qualquer coisa, temos que ter respeito, ambiente bom. Depois do jogo contra o Cruzeiro, no Mineirão (eliminação da Copa do Brasil), o Felipe teve uma situação de desrespeito muito forte com o Cuca. Eu iria ficar em Minas até sábado, tinha missa de sétimo dia do meu pai, mas alguns motivos me fizeram voltar, entre eles esse. Falei com o Cuca sobre o meu descontentamento, disse que falaria com Felipe. Ele (Felipe Melo) já havia tido uma multa pelo episódio com o preparador físico (Omar Feitosa), e outras coisas também. Tudo isso foge muito àquilo que prego por onde passei", acrescentou Mattos, assumindo toda a responsabilidade pelo afastamento de Felipe Melo e, ainda, garantindo que a decisão tomada pelo clube não vai afetar no rendimento da equipe no decorrer do Campeonato Brasileiro..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO