São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Enem
Agosto 30, 2017 - 06:00

OVALE Enem - Fascículo 9


CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS

Este fascículo é dedicado ao estudo das duas últimas competências da área de Ciências Humanas e suas Tecnologias, as competências 5 e 6.

Na competência 5, exige-se que o aluno utilize os conhecimentos his¬tóricos para compreender e valorizar os fundamentos da cidadania e da democracia, favorecendo uma atu¬ação consciente do indivíduo na so¬ciedade.

Já a competência 6 objetiva que se tenha a compreensão da sociedade e da natureza, reconhecendo suas interações no espaço em diferentes contextos históricos e geográficos.

No próximo fascículo, traremos ques¬tões relativas à área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

Bons estudos!

---

COMPETÊNCIA DE ÁREA 5: Utilizar os conhecimentos históricos para compreender e valorizar os fundamentos da cidadania e da democracia, favorecendo uma atuação consciente do indivíduo na sociedade.

HABILIDADE 21: Identificar o papel dos meios de comunicação na construção da vida social.

1.

Texto I

Os artigos liberais de João Batista Libero Badaró criticavam o absolutis¬mo e o conservadorismo. Seu jornal, O Observador Constitucional, foi um dos patrocinadores da festa em que estudantes brasileiros comemoraram a deposição do rei Carlos X, deter-minando a queda do absolutismo francês. Duas semanas após essa celebração, Badaró foi ferido a faca¬das por dois indivíduos encapuzados, morrendo no dia seguinte.

Texto II

O político oposicionista e jornalista Carlos Lacerda fazia frequentes crí¬ticas ao governo Vargas nos veículos de imprensa nos quais trabalhava. Ele sabia que existiam conspirações contra sua vida e tomara providências quanto a isso. Escoltado dia e noite por oficiais voluntários, já havia es¬capado de vários atentados. Na ma¬drugada de 5 de agosto de 1954, um pistoleiro atirou em Lacerda quando ele chegava ao seu prédio, localizado na rua Toneleiros, em Copacabana. Lacerda foi ferido no pé, mas um dos oficiais de sua escolta morreu.

Comparando os dois textos e funda¬mentando-se em seus conhecimentos históricos, pode-se afirmar que

a) os textos confirmam que a liberda¬de de imprensa sempre foi respeitada em todos os momentos da história do Brasil.

b) o texto I deixa explícito o apoio do jornal O Observador Constitucional ao regime monárquico estabelecido pela Constituição de 1824.

c) o texto II representa a ampla oposi¬ção dos meios de comunicação ao re¬gime ditatorial estabelecido por Vargas durante o Estado Novo.

d) os textos afirmam que, tanto em regimes autoritários como em regimes democráticos, a imprensa sofreu re¬presálias.

e) os textos representam momentos históricos similares, em que, oficial¬mente, havia liberdade de imprensa, mas na prática havia censura aos meios de comunicação.

---

COMPETÊNCIA 5

HABILIDADE 22: Analisar as lutas sociais e conquistas obtidas no que se refere às mudanças nas legislações ou nas políticas públicas.

2.

Texto I

Apesar de a presidente atual ser a primeira mulher no cargo mais impor¬tante do país, o Brasil ainda é pouco representado por mulheres na políti¬ca. Neste domingo, para a Câmara Federal, foram escolhidas 51, ou 9,9%, dos que assumem em 2015. A relação é de menos de uma mulher para cada dez deputados homens eleitos.

Disponível em: http://eleicoes.uol.com.br.

Texto II

A primeira mulher eleita para a Câ¬mara Federal foi a médica Carlota de Queirós, em 1934. Em seu primeiro discurso, ressaltou que lhe cabia “a honra, com a minha simples presen¬ça aqui, de deixar escrito um capítulo novo para a história do Brasil”.

Disponível em: http://eleicoes.uol.com.br. Os textos anteriores permitem concluir que

a) as mulheres na República Velha não tinham direito ao voto, pois o su¬frágio era por critério censitário.

b) desde o início da República, as mulheres têm o direito de votar e can¬didatar-se.

c) a legislação atual inibe uma maior participação das mulheres na vida pú¬blica.

d) as mulheres eram proibidas de vo¬tar e de se candidatar durante a Repú¬blica Velha.

e) a participação das mulheres no cenário político atual reflete a falta de incentivo dos partidos políticos.

---

COMPETÊNCIA 5

HABILIDADE 23: Analisar a importância dos valores éticos na estruturação política das sociedades.

3. Observe a tirinha a seguir.

Macaque in the trees
OVALE Enem

Tomando como referência a tirinha anterior, é possível fazer uma reflexão sobre a relação entre a formação ética e a forma de estruturação política de uma sociedade, na medida em que

a) a dimensão histórica de maior par¬ticipação popular na história da demo¬cracia foi durante a Grécia antiga.

b) há uma discrepância entre a teoria política e a realidade histórica no pro¬cesso de construção da democracia.

c) a família tem papel fundamental na construção dos valores morais em que se baseia um regime democrático.

d) a democracia é uma utopia, uma vez que entrava em obstáculos psi¬cológicos e sociais para ser efetivada.

e) existe uma visão estática quanto à concepção histórica de democracia, ainda apoiada em valores clássicos.

---

COMPETÊNCIA 5

HABILIDADE 24: Analisar as lutas sociais e conquistas obtidas no que se refere às mudanças nas legislações ou nas políticas públicas.

4. Analise as imagens seguintes.

Macaque in the trees
OVALE Enem

Os movimentos representados têm em comum

a) a participação de setores conser¬vadores da sociedade contra gover¬nos acusados de comunistas.

b) o alto grau de conscientização po¬lítica dos manifestantes que defendem governos ditatoriais.

c) o financiamento do movimento por agentes ligados aos interesses do ca¬pital estrangeiro.

d) a participação de artistas e intelec¬tuais de vanguarda contra os desman¬dos de governos autoritários.

e) o apoio incondicional de todos os segmentos da sociedade contra go¬vernos corruptos.

5. Numa obra clássica, O segundo sexo, publicada em 1949, Simone de Beauvoir fez uma observação fun¬damental: as mulheres não tinham história, não podendo, consequente¬mente, orgulharem-se de si próprias. Ela dizia, ainda, que uma mulher não nascia mulher, mas tornava-se mu¬lher. [...] O alerta dado pela filósofa francesa serviu como um dos textos fundamentais para o movimento fe¬minista, movimento nascido de outro, em prol dos direitos civis.

Freitas, M. C. Historiografia Brasileira em Perspectiva. São Paulo: Contexto, 2010, p. 217.

Tendo o fragmento de texto como re¬ferencial interpretativo, infere-se que

a) a igualdade de gênero já foi alcan¬çada pelas mulheres, que consolidam seu papel na história ocidental.

b) o desenvolvimento de uma histo¬riografia engajada entregou para as mulheres o sonhado destaque.

c) a memória social do movimento pela igualdade de direitos tem privile¬giado o engajamento das feministas.

d) o crescimento do papel das mulhe¬res no Ocidente tem recebido espaço nos debates de forma atemporal.

e) a história das mulheres foi relegada a um segundo plano, no qual os direi¬tos civis destas eram limitados.

---

COMPETÊNCIA 5

HABILIDADE 25: Identificar estratégias que promovam formas de inclusão social

6.

Macaque in the trees
OVALE Enem

A respeito da manifestação social alu¬dida na imagem, infere-se que o mo¬vimento

a) expressava um pluralismo de inte¬resses e objetivos, que aproxima ma¬nifestantes e agentes públicos.

b) integrava uma onda democrática via web que dispensa outras estraté¬gias de luta presencial.

c) utilizava da via diplomática para chamar a atenção do Estado diante dos anseios populares.

d) desafiava a propriedade privada e trazia consigo o respeito ao Estado democrático de direito.

e) apresentava diversas reivindica¬ções que, aclamadas nas ruas, im¬puseram uma nova agenda ao poder público.

---

COMPETÊNCIA DE ÁREA 6: Compreender a sociedade e a natureza, reconhecendo suas interações no espaço em diferentes contextos históricos e geográficos.

HABILIDADE 26: Identificar em fontes diversas o processo de ocupação dos meios físicos e as relações da vida humana com a paisagem.

7. Para obter-se o terreno para o plantio, o mato precisa ser derrubado, galhos e ramos cortados e, depois de secarem, precisam ser queimados. É um trabalho duro. Em geral, é feito por grupos de homens acostumados com esse serviço. Eles são pagos por um chefe, o qual contrata o servi¬ço com os donos das terras... Depois de mais ou menos 2 a 3 meses que o sol secou as folhas e os galhos, pode-se começar a queima do mato, um acontecimento notável, esperado com grande tensão.

MAIER, M. H. Um advogado de Frankfurt se torna cafeicultor na selva brasileira. CDPH / UEL.

A prática sucessiva da queimada com o intuito de favorecer o manejo agríco¬la tem como consequência

a) corrigir a acidez do solo, mantendo a fertilidade natural.

b) ampliar a capacidade de reter ferti¬lizante no solo.

c) empobrecer o solo, eliminando ati¬vidades microbióticas.

d) dificultar o processo de lixiviação do solo.

e) aumentar a produtividade do solo, concentrando compostos inorgânicos.

8.

Solo de sudoeste gaúcho sofre processo de arenização

Jean Ramos, de 27 anos, nasceu e foi criado no pampa. É um homem simples como todos os moradores da localidade de Jacaquá, única região do interior do município de Alegrete. De pé sobre uma pedra, Jean vê se estender a seus pés uma paisagem insólita: em vez dos infindáveis cam¬pos e lavouras característicos do lugar, uma mancha de areia de 83 hectares, equivalente a cerca de 111 campos de futebol, que avança sobre os quintais das casas.

Disponível em: http://tinyurl.com/j7wqcyz. Acesso em: 12 fev. 2015 (adaptado).

O agricultor descreve o grau de are¬nização verificado no Sul do Brasil, intensificado em decorrência da

a) atuação de ciclones extratropicais oriundos do oceano Atlântico.

b) influência dos ventos minuanos origi¬nados do oceano Pacífico.

c) mudança climática provocada pelo aquecimento global.

d) superexploração agrícola e da pe¬cuária extensiva.

e) concentração de ferro e alumínio provocada pela laterização do solo.

---

HABILIDADE 27: Analisar de maneira crítica as interações da sociedade com o meio físico, levando em consideração aspectos históricos e/ou geográficos.

9. De fato, que alternativa restava aos portugueses, ao se verem diante de uma mata virgem e necessitando de terra para cultivo, a não ser der¬rubar a mata e atear-lhe fogo? Seria, pois, injusto reprová-los por terem começado dessa maneira. Todavia, podemos culpar os seus descenden¬tes, e com razão, por continuarem a queimar as florestas quando há ago¬ra, no início do século XIX, tanta terra limpa e pronta para o cultivo à sua disposição.

SAINT-HILAIRE. A viagem às nascentes do Rio S. Francisco.

No texto, há informações sobre a prá¬tica da queimada em diferentes perío¬dos da História do Brasil. Segundo a análise apresentada, os portugueses

a) evitaram emitir juízo de valor sobre a prática da queimada.

b) consideraram que a queimada era necessária em certas circunstâncias.

c) concordaram quanto à queimada ter sido uma prática agrícola insufi¬ciente.

d) entenderam que a queimada era uma prática necessária no início do século XIX.

e) relacionaram a queimada ao des¬caso dos agricultores da época com a terra.

---

COMPETÊNCIA 6

HABILIDADE 28: Relacionar o uso das tecnologias com os impactos socioambientais em diferentes contextos histórico-geográficos.

10.

O shale gas nos Brasil

O caso do shale gas nos Estados Uni¬dos é notável, pois sua produção era insignificante até 2005. Hoje é res¬ponsável por 23% da produção ame¬ricana de gás natural e, nos próximos 20 anos, deve alcançar 50% do total, explorando as reservas tecnicamente recuperáveis de 93 bilhões de barris equivalentes do petróleo do país. O shale gas se encontra em formações sedimentares de baixa permeabilida¬de. Diferentemente do gás conven¬cional, que migra das rochas onde foi formado para rochas reservatórios, esse gás não convencional fica apri¬sionado, pois a baixa permeabilidade dificulta seu escape.

Essa característica inviabilizou, por muito tempo, a sua extração. Com a técnica de perfuração horizontal dos poços e o advento do faturamento hi¬dráulico, esse problema foi superado. Embora apontado apenas como a 10ª maior reserva mundial, o Brasil poderá se transformar em um grande produtor mundial do chamado gás xistoso ou shale gas. Contudo, sua exploração não é simples e exige uma série de cuidados.

Dentre os fatores negativos na explo¬ração, pode-se apontar que

a) a inexistência de técnicas e tecno¬logias são viáveis, economicamente, para sua exploração.

b) a carência de mercados dificulta sua exploração, pois o sistema é regi¬do pela lei da oferta e procura.

c) constitui uma fonte de energia não renovável e limpa, apresentando-se especialmente heterogênea e com baixo potencial calorífico.

d) sua extração é realizada pela fra¬tura hidráulica, ocasionando contami¬nação de aquíferos, e seu uso libera uma elevada quantidade de metano, gás de efeito estufa.

e) o elevado custo da extração oca¬siona uma queda na procura, tor¬nando-a inviável do ponto de vista econômico, embora ambientalmente defendida pelas ONGs.

---

Macaque in the trees
OVALE Enem

Macaque in the trees
OVALE Enem

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO