São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Economia
Julho 21, 2017 - 23:11

Indústria 4.0 foca no aumento da produtividade e prevê revolução

Linha de montagem de aviões da Embraer

Tecnologia de ponta. Linha de montagem de aviões da Embraer, empresa que investe na tecnologia de ponta para produção de aeronaves

Foto: /Divulgação

Número de brasileiros desempregados atingiu 13,8 milhões no trimestre encerrado em maio de 2017; automação e digitalização na indústria podem piorar quadro, porém a tecnologia é irreversível e exigirá melhor qualificação

Xandu [email protected]
São José dos Campos

Desemprego e produtividade. Esses serão os dois principais "produtos" da indústria 4.0, a quarta revolução industrial, mas o primeiro poderá ser relativizado com investimento em qualificação.

É um caminho sem volta. Não dá para brecar o avanço de robôs, sensores e tecnologia da informação no chão de fábrica. Eles elevarão a produtividade a patamares impossíveis de alcançar apenas pelos humanos. A máquina será seu colega de trabalho.

Nesse contexto, é preciso preparar as pessoas para a nova formatação do trabalho. Esqueça a imagem do empregado que bate ponto, senta-se à frente de um equipamento e faz a mesma coisa por horas seguidas. Esse funcionário não existirá mais.

Segundo especialistas, ele vai precisar analisar informações, acessar bancos de dados complexos e se antecipar aos problemas. Os clientes estarão cada vez mais integrados à rotina de produção --afinal é para eles que se fazem coisas-- e os fornecedores farão parte constante dela.

Termos como "internet industrial" ou "fábrica digital" serão cada vez mais comuns no mundo das indústrias. Quem ficar de fora perderá mercado, e dinheiro. "Nos próximos cinco anos, a implementação avançada da indústria 4.0 se tornará uma 'qualificação para competir' e também será vista pelos investidores como uma 'qualificação para financiamento'", aponta o estudo "Indústria 4.0: Digitização como vantagem competitiva no Brasil", da consultoria PwC Brasil..

Montadoras apostam em tecnologia e esportividade

A General Motors e a Volkswagen anunciaram novidades em dois de seus modelos de maior sucesso comercial: S10 e Up. Produzida em São José, a picape adotará tecnologia inédita para tornar modelo 13% mais econômico. A S10 Turbo Diesel 2018 automática passará a contar com o CPA (Centrifugal Pendulum Absorber), que reduzirá níveis de ruído, vibração e melhorará desempenho.

Com apelo esportivo e detalhes exclusivos, a Volkswagen anunciou a linha Pepper 2018 para Up, Saveiro e Fox. Fabricado em Taubaté, o Up terá "visual diferenciado, configuração completa de série e tecnologias exclusivas no segmento"..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO