São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Viver
Maio 13, 2017 - 01:52

Originais do Samba agitam Caraguá neste domingo

Originais do Samba

Originais do Samba

Foto: Divulgação

Sambistas se apresentam na 11ª edição da Virada Cultural Paulista

Redação
Caraguatatuba

Os Originais do Samba agitam Caraguatatuba neste sábado, às 17h. O grupo participa da 11ª edição da Virada Cultural Paulista, iniciativa do Governo do Estado de São Paulo. Além deles, estão na programação, Daniela Mercury, Rappin’ Hood e Maskavo, além de espetáculo de circo, apresentação de músicos locais e stand up comedy.

Por meio da Secretaria de Cultura do Estado, os rapazes dos Originais do Samba bateu um papo com OVALE. Confira a entrevista na íntegra abaixo: 

O grupo iniciou sua carreira nos anos 60. Notaram alguma diferença no mundo do samba da formação do grupo até os dias atuais?

R: Aqui nos Originais tentamos manter a mesma essência pra não perdemos a identidade do grupo, mas muita coisa mudou. Quando começamos só tínhamos 4 canais pra gravar, hoje, com a tecnologia temos quantos canais quisermos. No começo fazíamos sucesso pelo talento mesmo, não tínhamos que investir em rádio, TV e outros canais. Hoje existem muitas opções para um artista apresentar o seu trabalho... As letras também mudaram bastante.

Como foi ter o Mussum como integrante? Foi uma surpresa a saída dele para se dedicar ao humor?

R: Ter o Mussum foi maravilhoso, a saída dele foi difícil pra nós porque ele representava um papel muito importante no grupo. Mas não teve como segurá-lo, ele nasceu para o humor, mesmo sendo um sambista completo em todos os sentidos. Por isso o nome Mussum é um sucesso até hoje...

O grupo surgiu no Rio de Janeiro e depois se fixou em São Paulo. Como foi essa mudança de ares?

R: Tudo foi acontecendo naturalmente. Quando percebemos já estávamos morando em São Paulo. Os negócios fluíam melhor por lá.

Muitas pessoas saíram do grupo e outras entraram. Como é manter a essência com tantas mudanças?

R: Tivemos que ter este cuidado pra não perdemos a originalidade do grupo, mas graças a Deus estamos na 4ª formação, que já está com 20 anos.

O que esperam dessa participação na Virada?

R: Será a sétima vez que participamos da Virada e estamos muito felizes pelo convite. Esperamos fazer um grande show.

Como é viver de música atualmente? E o que o samba significa pra vocês?

R: O samba é o ar que respiramos e viver do que mais amamos e maravilhoso...

Vale lembrar que todos os espetáculos da Virada Cultural Paulista são gratuitos, mas o acesso aos espaços internos depende da disponibilidade de lugares. A entrada nos espetáculos será por ordem de chegada.

Confira programação completa:

Virada Cultural Paulista 2017 – Caraguatatuba

Programação palco interno

Local: Teatro Mário Covas

Endereço: Avenida Goiás, 187

13 de maio

18h00 – “Circo de Ébanos” - Cia. Eranko (circo)

22h00 – “Barulho D’Água” - Cia. Nova de Teatro (teatro)

14 de maio

00h30 - “Stand-up Universitário” - Rogério Morgado (humor)

13h30 – “Uma Série de Surpresas” - Grupo Fundo Falso (circo)

16h00 – “Sob a Pele” - Grupo TF Style (dança)

Programação palco externo

Local: Praça da Cultura

Endereço: Av. Dr. Arthur Costa Filho, s/nº, no Centro

13 de maio

18h30 - Bloco Saca Rolha e DJ Juca Balla (DJ)

19h30 - Orquestra Popular de Caraguatatuba (banda local)

21h00 - Palhaça Rubra (circo)

22h30 - Maskavo (música)

23h59 - Rappin’ Hood (música)

14 de maio

17h00 - Originais do Samba (música)

18h30 - Daniela Mercury (música)

20h00 - “O Problema não é Você, Sou Eu” - Rafael Cortez (show de humor)

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO