São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Nossa Região
Maio 17, 2017 - 23:34

RMVale é a única 'zona endêmica' de violência no estado de São Paulo

Policiamento

Prisões. A cada 24 horas as forças de segurança fazem 30 prisões

Foto: /Arquivo

Com mais de 400 mortes em um ano, Vale do Paraíba é a única região paulista com taxa de homicídio superior a 10 vítimas a cada 100 mil habitantes -- este é o índice considerado 'tolerável' pela ONU, de acordo com o Estado

Guilhermo Codazzi
São José dos Campos

Líder de assassinatos, a RMVale é a única região de São Paulo considerada uma 'zona endêmica' de violência, com taxa de homicídios acima de 10 vítimas a cada 100 mil habitantes -- este, de acordo com o governo do Estado, é o índice máximo considerado 'tolerável' pela ONU (Organização das Nações Unidas).

O Vale do Paraíba possui 16,58 vítimas a cada 100 mil habitantes, segundo os dados oficiais da Secretaria de Segurança Pública paulista, no período entre os meses de abril de 2016 e março de 2017. Em números absolutos, neste período, foram 402 homicídios registrados na região.

O índice é disparado o mais alto do Estado, com quase o dobro da taxa registrada na média do interior (8,66 vítimas por 100 mil habitantes) e da Grande São Paulo (8,47). Já na capital, por exemplo, o índice é de 7,33.

No interior, a região com o segundo maior índice é Araçatuba, com 9,89 vítimas a cada 100 mil habitantes, seguida por Baixada Santista (8,99), Piracicaba (8,18), Sorocaba (7,77), São José do Rio Preto (7,56), Campinas (7,39), Ribeirão Preto (7,36) e Bauru (6,57).

A taxa máxima recomendada pela ONU é de 10 homicídios por grupo de 100 mil habitantes, de acordo com o governo estadual. O índice proporcional é utilizado para comparar regiões com diferentes tamanhos -- por exemplo, a capital e o Vale do Paraíba.

NÚMEROS.

A RMVale registrou 88 assassinatos nos primeiros três meses de 2017 -- são 80 homicídios e 8 latrocínios (roubos seguidos de morte).

A segunda região com mais assassinatos é Campinas, com 87. Em 2016, no mesmo período, o Vale acumulava 110 assassinatos, índice 20% acima do registrado no primeiro trimestre de 2017.

No primeiro trimestre, no Vale do Paraíba, foram registrados 80 homicídios, contra 106 no primeiro trimestre do ano passado (queda de 24,5%). Os latrocínios subiram 100% -- passaram de 4 para 8.

A região tem 5 das 20 cidades com mais homicídios no interior paulista. Segundo o governo, em razão dos índices criminais, a RMVale é a 'prioridade' para o combate à violência, sendo a região que mais vai receber reforço para o efetivo das forças de segurança pública. Segundo a polícia, o tráfico de drogas é responsável por 80% dos homicídios.

"O aumento dos homicídios está ligado aos casos de tráfico, principalmente de guerras entre gangues e facções, ao crime organizado", disse o advogado Ítalo Giovani Garbi, presidente da Comissão de Segurança da OAB de São José.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO