São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Brasil
Maio 19, 2017 - 14:45

Aécio recebeu R$ 80 mi em doação da JBS e pediu mais dinheiro depois de campanha

04/04/2017- Brasília- DF, Brasil- Senador Aécio Neves durante dsicurso na tribuna do senado. .Foto Lula Marques/AGPT

Ação. Gabinete e casa de Aécio foram alvos de operação da PF

Foto: /Marcos Corrêa/PR

Redação

Em acordo de delação premiada na Operação Lava Jato, o lobista do grupo JBS, Ricardo Saud, afirma que a empresa fez o pagamento de R$ 80 milhões para Aécio Neves (PSDB) em forma de doação para a campanha eleitoral de 2014.

De acordo com o empresário, o grupo foi procurado 'insistentemente' pelo senador afastado logo após a derrota na campanha, pedindo mais doações para que pudesse quitar despesas. "Doamos R$ 80 milhões na campanha e fomos o maior ou um dos maiores doadores. O grupo não tinha dívida com ele. Eram dívidas dele com terceiros", disse.

"Pós-campanha ele continuou achando que a gente tinha compromisso com ele. Com essa insistência, o Joesley [Batista, dono do grupo] disse que ele [Aécio] alegou que precisava pagar advogados", afirmou, se referindo aos advogados Alberto Toron e Sânzio Nogueira. Saud disse que pagou quatro parcelas de R$ 500 mil ao primo de Aécio, Frederico Pacheco de Medeiros, preso nesta quinta-feira.

Saud afirma que o tucano prometeu auxilios para a empresa após a eleição para conseguir a doação durante a campanha, e, mesmo depois da derrota para Dilma Rousseff (PT), voltou a procurar o grupo para novas

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO