São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Abril 27, 2017 - 23:32

Ortiz vê como natural a fala do pai no caso Odila

O prefeito de Taubaté, Ortiz Junior (PSDB)

Não ficou surpreso. O prefeito de Taubaté, Ortiz Junior (PSDB)

Foto: /Rogério Marques/OVALE

Tucano diz que o pai mantém o mesmo posicionamento há mais de 30 anos

Julio Codazzi
Taubaté

O prefeito de Taubaté, Ortiz Junior (PSDB), encarou com naturalidade as declarações de seu pai, o ex-prefeito José Bernardo Ortiz (PSDB), sobre o caso Odila. Em entrevista publicada pelo jornal no último dia 8, Bernardo Ortiz, que é casado com a diretora de Finanças, Odila Sanches, disse que a esposa não errou ao furar 1.308 servidores na fila da licença-prêmio.

Para Bernardo, caberia ao prefeito escolher quem receberia antes. "Melhor funcionária", a esposa merecia ser agraciada. Já a maioria dos servidores que pediram o pagamento antes, classificados por ele como "vagabundos", não deveriam receber o dinheiro, e sim três meses de folga.

Questionado, Ortiz disse que seu "pai tem o direito de falar, direito de falar da autoridade dele, de ter sido prefeito três vezes". O prefeito disse não ter ficado surpreso com as declarações. "O que ele falou para você não é nada diferente do que ele falou em toda a vida pública dele. Ele fala isso desde que ingressou na vida pública", afirmou.

"Talvez, algumas pessoas que são mais novas, não tivessem ouvido ele falar nos últimos 30 anos. E mesmo assim, falando tudo que ele acredita, de forma autêntica e genuína, as pessoas gostam muito dele. E muitos concordam".

Sem entrar em detalhes, o prefeito se limitou a dizer que não concorda com parte das declarações do pai."Eu não concordo com algumas coisas que ele falou. É também direito meu discordar de algumas coisas dele", finalizou..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade  
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO