São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Abril 18, 2017 - 00:44

Promoção turbina a licença-prêmio de comandantes da GCM

Base da Guarda Municipal de Taubaté

Foto: Rogério Marques/O VALE /

Comandante e subcomandante da Guarda receberam a licença-prêmio quatro meses após serem promovidos

Redação
Taubaté

Enquanto a madrasta do prefeito Ortiz Junior (PSDB), a diretora de Finanças Odila Sanches, foi beneficiada com a antecipação de sua licença-prêmio, em outros casos foi justamente o adiamento do pagamento que trouxe vantagens a servidores. Os agora comandante e subcomandante da GCM (Guarda Civil Municipal), Rodnei Monteiro dos Santos e Felipe Augusto dos Santos Mendonça, viram os valores subirem até 504% após serem promovidos.

Ambos ingressaram na prefeitura em 2 de julho de 2008, como guardas municipais. Em julho de 2013, quando completaram cinco anos de serviço, recebiam salário de R$ 1.765,78 -- a licença-prêmio seria de R$ 5.297,34.

No entanto, ambos receberam a licença-prêmio em janeiro de 2017, quatro meses após a aprovação do plano de carreira da GCM, que garantiu à dupla a condução aos atuais cargos. A promoção fez o salário de Rodnei subir de R$ 3.371,64 para R$ 10.677,13. O bruto pago em janeiro foi de R$ 42.708,52, sendo R$ 32.031,39 de licença-prêmio. Já Felipe teve o salário aumentado de R$ 3.070,95 para R$ 8.783,90. Em janeiro, recebeu R$ 35.135,60, sendo R$ 26.351,70 de licença-prêmio.

Questionada, a prefeitura disse que "o pagamento da licença-prêmio é feito com base no salário atual do servidor".

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade  
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO